propaganda

quinta-feira, 7 de julho de 2005

A Intérprete

O diretor e também ator e produtor Sydney Pollack voltou a direção de filmes com esse “A Intérprete”. Seu último filme como diretor foi fraco “Destinos Cruzados” com Harrison Ford em 1999. Com esse novo filme ele mostra que ainda é capaz de fazer um bom filme.

Na história Silvia Broome (Nicole Kidman) é uma interprete que trabalha na ONU. Ela acaba ouvindo sem querer uma conversa em que estavam planejando a morte do presidente de um país africano (um país fictício criado para o filme). Ela resolve então avisar a segurança. Tobin Keller (Sean Pean) é um detetive que é encarregado de investigar essa denúncia do plano terrorista e também de proteger a vida de Silvia.

Uma coisa interessante do filme foi que conseguiram autorização da ONU para serem feitas filmadas cenas dentro do prédio da sede da organização em Nova York. Essa foi a primeira vez que um filme conseguiu isso. O prédio é usado como grande cenário da história e muitos detalhes dele são mostrados.

Apesar de ter um conteúdo político o filme é sim um thriller de investigação. Tanto que o país africano tratado na história é fictício. Então ela acaba servindo apenas como pano de fundo para a trama.

Uma boa história e também boas atuações. Afinal, com dois grandes atores como protagonistas (Nicole e Sean) não tinha como dar errado. O resultado é um filme bastante competente.
Postar um comentário