propaganda

segunda-feira, 30 de outubro de 2006

Tim Festival – Beastie Boys


Último dia do festival e o rap e hip hop tomou conta do palco Tim Stage. A grande atração da noite era o Beastie Boys. Quem abriu a noite foi a banda paulista Instituto, que mistura rap e hip hop com coisas tipo samba ou até mesmo reggae. Também bastante politizados, fizeram comentário sobre o resultado da eleição e coisas do tipo. Em seguida foi a vez do Dj Shadows, que chegou e se apresentou ao público avisando que iria tocar músicas de todos os seus cds, mas o repertório acabou ficando mais com o último trabalhado chamado “The Outsider”.

O Beastie Boys era uma das atrações mais esperadas do festival sem dúvidas, então a expectativa era muito grande. Quem sobe primeiro o palco é o dj Mike, que começa a mandar ver nas suas pick-ups para a entrada triunfal da banda. Ad-Rock, MCA e Mike D chegam vestidos de terno. Se eu não me engano eles não se apresentam no Brasil desde 1995. Apesar de já serem quarentões, em cima do palco eles são os mesmos moleques de sempre. Demonstraram bastante empatia com o público, o tempo todo interagindo com eles. Legal foi quando perguntam “is there anyone from Bahia” e um monte de gente respondeu, eu inclusive, é claro.

O repertório claro contou com muitos clássicos como “Body moving”, “No sleep till Broklyn”, “Super disco breaking”, “3 mcs and 1 dj”, entre outros. Depois de uma hora de show rolou aquela tradicional pausa para uma volta triunfal no bis ao som de “Intergalatic”. Eis então que veio o grande momento do show, os MCs assumem seus intrumentos (baixo, guitarra e bateria) e tocam “Gratitude” para depois encerrar com o grande hit “Sabotage”.

Pena não terem tocado mais, mas segundo eles isso foi por culpa da produção do evento.

Confiram as fotos

Agora fica complicado dizer qual foi o melhor show. Acho que eu fico com o Daft Punk, que foi o que mais me surpreendeu. O do Beastie Boys foi com certeza o que mais animou o público.

Bom, agora é hora de voltar a realidade. Quem sabe ano que vem eu não venho de novo ao Brasil. Vejo vocês no “mundo real”...
Postar um comentário