propaganda

quinta-feira, 20 de novembro de 2008

O Fantasma de Canterville

Ficha Técnica
Texto: Oscar Wilde
Adaptação: Os Bumburistas
Direção: Andréa Elia
Elenco: Clara Assis (Virgínia), Diogo Watanabe (Sr. Otis), George Vladimir (Fantasma), Guilherme Stadtler (Estados), Isadora Schefler (Sra. Umney), Nabiyah Bashir (Billy Jane), Renata Azevedo (Sra. Otis), Ricardo Borges (Lorde Canterville e Duque de Chesfire) e Thiago Mourão (Unidos)
Mais informações: http://osbumburistas.blogspot.com


Foto: Ricardo Prado


Após uma temporada na Sala do Coro do TCA, a peça “O Fantasma de Canterville” voltou para mais uma temporada, dessa vez no Teatro Módulo. Depois de muita enrolação e uma tentativa mal-sucedida, finalmente fui conferir o espetáculo no último dia em cartaz. Antes tarde do que nunca.

A peça é mais um espetáculo do grupo Os Bumburistas do qual minha amiga Renata Azevedo (http://meuqueridomoleskine.wordpress.com) faz parte. Essa é a segunda peça deles que eu assisto. Já tinha comentado aqui sobre “A Importância de ser Prudente”. Mais uma vez eles escolheram adaptar um conto de Oscar Wilde. “O Fantasma de Canterville” foi escrito no final do século XIX e aborda o início da invasão americana nos costumes ingleses.

A adaptação vai por um caminho complicado por ser voltada para o público infantil, além de ser comédia e musical. Apesar da dificuldade eles se saem muito bem ao divertir e fazer rir crianças de todas as idades, inclusive essa que vos escreve. Além disso, tem também algumas referências pop mais atuais que garantem ainda mais risadas, dessa vez para os mais velhos.

O elenco está muito bem nas atuações e mostra bastante diversidade também cantando, sem falar alguns que fazem mais estripulias como, por exemplo, andar de perna de pau. O único que “sofre” mais é George Vladimir no papel do Fantasma. Ele faz parte de outro grupo de teatro , Os Argonautas, e está substituindo outro ator. Mesmo assim ele se vira muito bem e não compromete o espetáculo. A parte técnica também ajuda para a construção de um ótimo espetáculo como a cenografia, figurino, maquiagem e a sonoplastia.

O grupo Os Bumburistas mostra mais uma vez seu talento na realização de mais um ótimo espetáculo. Agora o jeito é aguardar a próxima montagem, ou quem sabe uma nova temporada dessa peça. Aguardem novidades por aqui. Vale lembra que essa peça ganhou o Prêmio Braskem de Teatro na categoria Melhor espetáculo Infanto-juvenil de 2007 na categoria Voto Popular.
Postar um comentário