propaganda

quarta-feira, 16 de março de 2011

Cyndi Lauper

27 de fevereiro de 2011
Centro de Convenções – Brasília – DF
Fotos tiradas do Correio Braziliense

Grande ícone dos anos 80, a cantora Cyndi Lauper continua na ativa até hoje e esteve em turnê pelo Brasil para divulgar seu disco mais recente chamado “Memphis Blues”. O nome já deixa claro a influência, trata-se de um cd apenas com blues.

Confesso que ao ouvir esse cd pela primeira vez não gostei muito, principalmente pelo fato de não ser muito fã do gênero. Mas depois até comecei a achar interessante e ao vivo as músicas funcionam melhor.

O repertório do show dosou bem os clássicos da cantora com as músicas desse último cd. É incrível como ela aos 57 anos ainda tem a mesma voz de antigamente. Além disso ela esbanja simpatia e carisma com o público. O show foi realizado no Centro de Convenções num local tipo um teatro, então as pessoas ficavam sentadas. Mas não demorou muito para todo mundo ficar de pé.

Cindy desceu do palco em alguns momentos e ficou bem perto do público. Ela até tentou falar algumas coisas em português, principalmente pela assessoria da percussionista Lan Lan que fazia parte da banda que acompanhou a cantora na turnê brasileira. Alias a banda é muito boa e contava com excelentes músicos.

O início do show foi marcado por músicas do cd de blues, mas a platéia foi mesmo ao delírio quando ela cantou um dos primeiros clássicos da noite: “She bop”. Depois dessa o público estava ganho. Quando rolou então “The Goonies 'R' Good Enough” e “Girls just wanna have fun” a apresentação virou uma festa.

Além do clima de festa tiveram também os momentos mais intimistas, quando rolaram músicas como “Time after time” e o final emocionante com “True colors” com Cyndi cantando sozinha no palco. Foi realmente um final bastante marcante.
Ao final da apresentação deu pra notar o quão talentosa a cantora é e que apesar de não continuar fazendo o mesmo sucesso que fez nos anos 80 ela continua sua carreira com dignidade e lançando novos discos. Assim suas apresentações não ficam apenas dependentes de saudosismo e dos hits mostrando novas músicas mostrando que sua carreira não parou nos anos 80.
Postar um comentário