propaganda

segunda-feira, 19 de setembro de 2011

Judas Priest e Whitesnake

15 de Setembro de 2011
Ginásio Nilson Nelson – Brasília – DF

Fotos tiradas do site Cult 22
Duas grandes bandas do heavy metal mundial estão juntas em turnê que passou pelo Brasil e mais especificamente por Brasília no dia 15 de setembro. A atração principal era o Judas Priest com seus quase 40 anos de carreira. A “abertura” ficou por conta do Whitesnake, banda que eu confesso não curtir muito.

Dessa vez resolvi ficar na arquibancada por serem 2 bandas e ambas que eu não sou muito fã, então o preço mais baixo e a comodidade de assistir o show sentado valia a pena. Como o Ginásio Nilson Nelson não é muito grande, assistir o show na arquibancada é boa opção já que se tem uma visão muito boa e não muito distante do palco.
Infelizmente no dia do show estava um pouco doente, então resolvi deixar para sair mais tarde de casa dando prioridade ao show do Judas que eu tinha mais interesse. Ainda paguei o mico de chegar no lugar do show e lembrar que tinha esquecido o ingresso em casa. Felizmente o local não é muito longe de casa, mas nessa brincadeira acabei perdendo boa parte do show do Whitesnake.

Mesmo assim o que eu consegui ver foi interessante. A banda manda bem ao vivo e o vocalista David Coverdale mostrou muito carisma e simpatia com a platéia. Mas depois vi em algumas resenhas do show gente reclamando que a voz dele não é mais a mesma. O repertório contou com músicas de toda a carreira, incluindo do último disco chamado “Forevermore”. O final ainda contou com covers do Deep Purple, ex-banda de Coverdale: "Burn" e "Stormbringer".


Judas Priest
Essa turnê seria a despedida da banda, mas na verdade vai ser apenas despedida das grandes turnês. A entrada do jovem guitarrista Richie Faulkner no lugar de KK Downing deu novo ânimo ao grupo que promete lançar um novo cd em 2012. O show dessa turnê chamada Epiath faz um bom balanço abrangendo toda a carreira da banda. Os principais hits de quase todos os cds estiveram presentes.

A primeira diferença entre o show do Judas e do Whitesnake é sentida na montagem do palco. Um telão aparece no fundo mostrando as capas do disco do qual a canção que está sendo executada faz parte. Além disso, ainda tinha uma decoração com correntes e direito a fogo e fumaça. Tudo isso somada a presença da Rob Halford que abusou do figurino trocando de roupas diversas vezes mostra que não se tratava de um simples show, mas sim de um espetáculo.

Claro que nada disso funcionaria se a banda não tocasse bem e tivesse ótimas canções. Mas o resultado foi um ótimo show mostrando que apesar do tempo a banda ainda tem muita relevância e energia em cima do palco. Músicas como “Judas Rising” e “Night Crawler” empolgaram bastante o público. Destaques para “Breaking the Law”, na qual Rob deixou a galera cantar em seu lugar e “Painkiller”, sem dúvidas a música que mais agitou a platéia.

Ocorreu um susto durante a apresentação. Na parte final do show durante o bis Rob entra no palco em cima de uma moto. Quando ele foi encostá-la no canto do palco para cantar em cima dela e ela virou. Felizmente nada grave aconteceu e a equipe levantou-a novamente. Rob então cantou e seguiu o show como se nada tivesse acontecido para o alivio do público.

O final ficou por conta de “Living After Midnigth”, bastante apropriada já que era quase 1 da manhã quando o show acabou. Sem dúvidas um grande show e com certeza quem esteve presente saiu bastante satisfeito.

Postar um comentário