propaganda

sexta-feira, 23 de março de 2012

Heleno

(Brasil, 2011)
Com: Rodrigo Santoro, Alinne Moraes, Othon Bastos, Herson Capri, Angie Cepeda, Erom Cordeiro, Orã Figueiredo, Henrique Juliano e Duda Ribeiro
Roteiro: José Henrique Fonseca, Felipe Bragança e Fernando Castets
Direção: José Henrique Fonseca
Duração: 116 minutos

Nota: 3 (bom)

O filme “Heleno” é a biografia do jogador de futebol Heleno de Freitas, famoso por ser um incrível jogador dentro de campo e que foi digamos o primeiro “jogador problema” da história do futebol brasileiro. Ele se envolveu em muitas polêmicas graças ao seu comportamento. Costumava reclamar dos companheiros de time (jogou no Botafogo nos anos 40), não gostava de treinar, provocava as torcidas rivais e se envolvia em brigas.

Impossível não fazer um paralelo com outros jogadores mais atuais como Edmundo, Romário e Adriano. Talvez tenham escolhido um ótimo momento para contar essa história.

Filmes de biografia são sempre complicados e as vezes acabam caindo em alguns clichês. O diretor José Henrique Fonseca optou por focar mais no lado pessoal do jogador e apenas citar algumas passagens marcantes da história do personagem. A trágica história alterna entre o momento do auge do jogador e o final de sua vida num hospício enquanto era destruído pela sífilis.

Como eu não conhecia a história do jogador em alguns momentos fiquei um pouco perdido em relação a sua vida como jogador de futebol. Mas o filme faz um apanhado razoável de sua carreira, mas é mais centrado em sua vida pessoal. Isso prejudica um pouco o filme, mas não chega a comprometer.

O grande trunfo do filme é a atuação de Rodrigo Santoro. Sem ele provavelmente não existiria o filme. O ator parece bastante fisicamente com o ator e entrega um incrível desempenho.

A ideia de filmar em preto e branco também se mostrou bastante acertada em dar um charme a mais a história que se passa nos anos 40 e 50.
No final das contas temos um bom filme que apesar de falhar em alguns momentos em contar a história da carreira do jogador, consegue mostrar um pouco do seu lado pessoal e de sua trágica história.
Postar um comentário