propaganda

quarta-feira, 25 de abril de 2012

American Pie: O Reencontro

Título Original: American Reunion (EUA , 2012)
Com: Jason Biggs, Seann William Scott, Alyson Hannigan, Chris Klein, Eddie Kaye Thomas, Thomas Ian Nicholas, Tara Reid, Mena Suvari, Jennifer Coolidge, Eugene Levy, John Cho e Dania Ramirez
Direção e Roteiro: Jon Hurwitz, Hayden Schlossberg
Duração: 113 minutos


Nota: 4 (ótimo)

Já era tempo de fazerem um novo filme nos cinemas da franquia American Pie que ganhou 3 filmes feitos para a televisão de gosto bem duvidoso sem a presença dos personagens principais. Eu gosto bastante do 1º filme e sem dúvidas uma boa palavra para resumir “American Pie: O Reencontro” é saudosismo. Assim como os personagens na história se reencontram para a reunião de 10 anos do fim do colégio, nós os espectadores também voltamos a encontrar com eles.

O último filme no cinema foi “American Pie: O casamento” de 2003 e ele já contava com algumas ausências no elenco, principalmente no feminino. Então para essa nova sequencia funcionar o ideal era trazer todo mundo de volta, o que felizmente aconteceu. Até mesmo alguns personagens secundários, mas bastante marcantes, estão de volta. E eles são os principais atrativos do filme.

Na história os 5 personagens principais masculinos irão se encontrar novamente em sua cidade natal para o encontro de 10 anos do fim do colégio. Cada um seguiu sua vida em rumos diferentes. Jim (Jason Biggs), por exemplo, casou e tem 1 filho. Mas temos Stifler (Seann William Scott) que continua morando na cidade. Eles irão se meter em confusões parecidas com as ocorridas quando eram adolescentes, mas agora o peso da idade já começa a falar mais alto.

O legal do filme é justamente tratar sobre esse tema das mudanças da “maturidade” de maneira bem divertida. Obviamente que a trama exagera bem nas situações que os personagens se envolvem. Afinal de contas se não tiver exagero não tem graça. Mas elas acabam sendo um pouco verdadeiras de alguma forma. Inclusive as situações estão bastante engraçadas.

Como sempre o melhor personagem continua sendo o Stifler que sempre rouba a cena quando está na tela. Outro personagem muito legal é o pai do Jim (Eugene Levy), que inclusive é o único presente em todos os filmes da franquia (inclusive os feitos para lançamento direto em video). E se eu disser que os 2 tem algumas cenas juntos?
Arrisco dizer que esse filme só não é melhor que o 1º. O 2º já era meio exagerado demais e meio sem graça enquanto o 3º apesar de legal sofria pela ausência de alguns personagens, que aqui foi resolvido. Junto com o clima da nostalgia de ver novamente os personagens reunidos o resultado tem tudo para agradar os fãs da franquia e garantir bons momentos de diversão.
Postar um comentário