propaganda

domingo, 4 de novembro de 2012

Celebration Day

Título Original: Celebration Day (Reino Unido, 2012)
Com: Jason Bonham, John Paul Jones, Jimmy Page e Robert Plant
Direção: Dick Carruthers
Duração: 124 minutos

No dia 17 de Outubro de 2007 a banda Led Zeppelin se reuniu com sua formação quase original (o baterista John Bonham faleceu em 1980 e seu filho Jason se apresentou junto com a banda em algumas ocasiões) para uma apresentação única em Londres. Chamada de “Celebration Day”, esse show finalmente foi exibido nos cinemas.

O show foi beneficente para comemorar a vida do executivo musical Ahmet Ertegun, morto em 2006 e que foi responsável por descobrir artistas como Eric Clapton, Rolling Stones, Ray Charles, entre outros, além do próprio Zeppelin. 

Após esse show muito se especulou sobre uma volta aos palcos do Zeppelin, turnê mundial e coisas do tipo. Infelizmente nada disso virou verdade e essa apresentação acabou sendo a única. E somente 5 anos depois que finalmente a apresentação foi lançada comercialmente. Primeiro com algumas exibições nos cinemas e no dia 19 de Novembro vai ser lançado em cd, dvd e blu-ray.

Depois de ver Robert Plant ao vivo não sabia muito o que esperar dessa apresentação do Led Zeppelin. Mas quando ele está junto com Jimmy Page e John Paul Jones a história é bem diferente. Jason na bateria também consegue emular muito bem o estilo do pai. 

O show é eletrizante! Os caras continuam quase tão bem como eram antigamente. Os solos de Page são demais, Jones alternando bem entre baixo e teclado, e mesmo Plant sem conseguir alcançar os mesmos agudos de antigamente mostra bastante energia e uma boa voz.

E o repertório só clássico. Da abertura com “Good Times Bad Times”, passando por “Ramble On”, “Black Dog” e “Kashimir”, passando pelos clássicos absolutos como “Stairway to Heaven”, e fechando com 2 bis: primeiro “Whole Lotta Love” e depois voltando para fechar tudo com chave de ouro com “Rock and Roll”.
Assistir “Celebration Day” nos cinemas vai ser o mais próximo de ver a banda ao vivo atualmente. Tela grande, som excelente e a plateia vibrando como se estivesse no show de verdade. A experiência é muito boa. Na minha sessão o som tava até meio baixo no início, a galera gritou e reclamou, aí colocaram o volume no talo. Acho até que uma caixa de som não aguentou a porrada. E a cada música a galera aplaudia e gritava, foi demais!
Postar um comentário