propaganda

sábado, 19 de janeiro de 2013

Quatro Amigas e Um Casamento

Título Original: Bachelorette (EUA , 2012)
Com: Kirsten Dunst, Isla Fisher, Lizzy Caplan, Rebel Wilson, James Marsden, Adam Scott, Kyle Bornheimer, Hayes MacArthur, Andrew Rannells e Horatio Sanz
Direção e Roteiro: Leslye Headland
Duração: 87 minutos


Nota: 3 (bom)

Fica difícil não fazer uma comparação entre “Quatro Amigas e Um Casamento” e “Missão Madrinha de Casamento”, mas apesar de terem temáticas parecidas eles seguem por caminhos bem diferentes.

Na comédia escrita e dirigida por Leslye Headland iremos acompanhar 4 amigas. Uma delas, Becky (Rebel Wilson), a “gordinha” da turma vai se casar e as outras, principalmente Regan (Kirsten Dunst), ficam enciumadas em tentar entender como ela conseguiu ser a primeira a conseguir essa façanha.

Regan é convidada para ser a organizadora do casamento, mas iremos acompanhar apenas o dia anterior a festa quando todas se reúnem. É quando acontece uma tentativa de festa de  despedida de solteira. Mas a coisa complica quando as 3 (além de Regan temos Katie, vivida por Isla Fisher e Gena, vivida por Lizzy Caplan) estragam o vestido da noite e irão passar a madrugada pensando num jeito de resolver.

A trama tem momentos muito bons e engraçados. O elenco é ótimo e a química entre elas funciona bastante. Temos também a parte masculina do casamento “comandada” por James Marsden que também está muito bem. Tem aquelas partes “vergonha alheia” pelos micos pagos pelos personagens em determinadas situações que são ótimos.

Mas o problema que o roteiro muda de tom de forma meio “bruta” ao tratar de alguns dramas dos personagens, principalmente na parte final, e por tocar em temas meio “pesados” que não combinam tanto com a comédia. Talvez se desde o início a trama tentasse achar um meio termo pudesse ter funcionado, mas a coisa acaba se perdendo bastante.

Apesar dessa mudança de tom o resultado ainda é positivo. O bom elenco e as partes engraçadas acabam salvando o filme. A trama consegue fugir do lugar comum e não soar como uma cópia de “Missão Madrinha de Casamento”, mas talvez pudesse ter consigo alcançar algo bem melhor.
Postar um comentário