propaganda

sexta-feira, 5 de abril de 2013

A Todo Volume

Título Original: It Might Get Loud (EUA , 2008)
Com: The Edge, Jimmy Page e Jack White
Direção: Davis Guggenheim
Duração: 97 minutos


Nota: 3 (bom)

O documentário “A Todo Volume” reúne 3 guitarristas de eras distintas de rock mundial. São eles: Jack White (White Stripes, Raconteurs, e agora em carreira solo), The Edge (U2) e Jimmy Page (Led Zeppelin). Cada um deles tem características peculiares relacionadas ao jeito de tocar guitarra.

E a escolha dos 3 não é aleatória. White é mais tradicional, daqueles que gosta de tentar tirar o melhor som de uma guitarra antiga, de maneira “analógica” e mais crua possível. Já The Edge é super moderno, que gosta de experimentar e tentar novos efeitos com diversos tipos de pedaleiras. Enquanto Page é um meio termo entre os 2, sabe valorizar a técnica e a experimentação em doses equilibradas.

O filme junta os 3 guitarristas para uma jam num balcão imenso onde eles além de tocar irão trocar ideias sobre seu estilo de tocar e suas experiências. Para não ficar muito massivo, iremos também acompanhar entrevistas separadas dos 3 contando histórias sobre suas carreiras, quando começaram a tocar guitarra, histórias sobre suas bandas, entre outros.

Essa parte das histórias é o mais legal do filme, principalmente se você é fãs dos artistas. É legal ver por exemplo Page visitando uma casa onde foi gravado um disco do Led Zeppelin com ele explicando sobre como o local influenciou na sonoridade final do disco.

Já quando os 3 estão reunidos o resultado não é tão empolgante, mas é bem interessante. Eu sou fã dos 3 e não imaginaria eles juntos fazendo um som. É legal ver um tentando tocar músicas do outro. Mas fica faltando um algo mais considerando o talento dos 3. Talvez o pouco tempo juntos tenha influênciado.

Ou simplesmente a ideia do filme fosse essa mesmo. Apenas reunir os 3 num dia e ver o que sairia dali. Nem que fosse apenas uma troca de experiências e um bate papo a respeito de tocar guitarra. Nesse sentido o filme funciona bem. Mas considerando a história dos 3, talvez pudesse ter reunido ainda mais coisas sobre a carreira deles nas entrevistas individuais. No final das contas fica um gostinho de quero mais.
Postar um comentário