propaganda

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Homem de Ferro 3

Título Original: Iron Man 3 (EUA , 2013)
Com: Robert Downey Jr., Guy Pearce, Ben Kingsley, Gwyneth Paltrow, Rebecca Hall, Paul Bettany, Don Cheadle, Jon Favreau, William Sadler e James Badge Dale
Direção: Shane Black
Roteiro: Shane Black e Drew Pearce
Duração: 130 minutos


Nota: 5 (excelente)

O que mais me chamou a atenção em “Homem de Ferro 3” foi o fato do filme se preocupar mais em fechar e se concentrar na história do próprio personagem deixando o universo da Marvel em 2º plano. Afinal de contas “Os Vingadores” foi o final da fase 1 dos filmes da editora no cinema e aqui começaria a fase 2 que ainda vai contar com novos filme do Thor e Capitão América antes de reunir todos novamente.

A grande mudança na produção foi a mudança de direção: sai Jon Favreau, que dirigiu os 2 primeiros filmes, e entra Shane Black. Ele já tinha trabalhado como diretor de "Beijos e Tiros" com Robert Downey Jr. e é mais conhecido pelo roteiro de “Máquina Mortífera”. Aqui ele também está envolvido no roteiro. E é possível ver sua influência nos novos rumos do personagem.

Iremos encontrar novamente Tony Stark (Downey Jr.) ainda tentando se recuperar após os eventos de Nova York (vocês lembram de “Os Vingadores” né?). Após se unir a outros “heróis fantásticos” e enfrentar alienígenas, ele se da conta do quão “normal” ele é e o quanto precisa valorizar mais as coisas que ele ama, isto é, Pepper Potts (Gwyneth Paltrow). Ele é o narrador da história e logo no início iremos acompanhar um flashback para mostrar que seu passado de “exageros” ainda repercute no presente.

O vilão da vez é um terrorista conhecido como Mandarim (Ben Kingsley de “A invenção de Hugo Cabret) que está aterrorizando o mundo com diversos atentados. Mas ele só chama a atenção de Tony quando um dos envolvidos é o seu amigo Happy Hogan (Jon Favreau). Aí a coisa vira assunto pessoal. Sem dúvidas ele é o vilão mais legal da trilogia do Homem de Ferro e reserva boas surpresas.
A diferença nesse 3º filme é uma abordagem ainda mais centrada no lado pessoal de Tony Stark. O personagem vai ter se virar e recomeçar do zero sem muita ajuda da sua armadura. Iremos vê-lo muito mais tempo em tela sem ela. E isso é muito interessante. Ele é praticamente um MacGyver moderno. 

A história tem um tom mais “fantástico” que os filmes anteriores, mas tudo ainda baseado em explicações científicas que sempre foi o foco maior das aventuras do Homem de Ferro. Mas considerando os eventos de Vingadores tá tudo certo. 

Se no 2º filme o foco maior era no personagem de James Rhodes (Don Cheadle) e sua armadura, aqui quem ganha mais destaque finalmente é Pepper Potts. Afinal de contas ela é a coisa mais importante para Tony.

O que não mudou mesmo foi o bom humor. Talvez aqui Downey Jr. entregue sua melhor atuação como Tony Stark. Também agora ele já está mais do que a vontade no papel. Ele sempre brilha mais que os demais quando está na tela. Mas o restante do elenco também merece elogios, principalmente Ben Kingsley. Rebecca Hall (Vicky Cristina Barcelona) faz uma boa participação e Guy Pearce (Prometheus) está um pouco exagerado, mas funciona no seu personagem.

As cenas de ação também são muito boas e impressionam pelos efeitos. Temos boas ideias para as partes nas quais Tony está sem armadura ou só com uma parte dela que são bem bacanas.

Gostei também do tom da história com elementos políticos que fazem uma critica bem interessante a política dos EUA em relação ao terrorismo de maneira bem inteligente e sutil. Afinal de contas estamos falando de um blockbuster de verão.
O filme entrega tudo que os fãs estavam esperando na medida certa, sem grandes novidades, mas também sem exageros. O diretor Shane Black fez um excelente trabalho em dar um novo rumo a franquia. Tem até cenas com toques com cara de pessoais, como referências sutis a “Máquina Mortífera” por exemplo. 

A história fecha de certa forma o ciclo do Homem de Ferro sem deixar aquela grande deixa ou referência a ser explorada futuramente nos filmes da Marvel. Vamos ver se os próximos filmes do estúdio vão seguir essa mesma linha ou se já vai começar a preparar o terreno para a próxima aventura dos Vingadores.

Não esqueçam de ver a cena escondida após os créditos, uma das mais divertidas dos filmes da Marvel até agora, apesar de não ter nenhuma deixa para os próximos filmes.


Aproveitem e participem da Promoção Homem de Ferro
Postar um comentário