propaganda

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Bling Ring - A Gangue de Hollywood

Título Original: Bling Ring (EUA , 2013)
Com: Katie Chang, Israel Broussard, Emma Watson, Claire Julien, Taissa Farmiga e Leslie Mann
Direção e Roteiro: Sofia Coppola
Duração: 90 minutos


Nota: 4 (ótimo)

Ainda não foi dessa vez que Sofia Coppola fez um excelente filme, mas em “Bling Ring - A Gangue de Hollywood” ela faz seu trabalho mais relevante desde “Encontros e Desencontros”. Nesse meio tempo tivemos o regular “Maria Antonieta” e o bom “Um lugar qualquer”.

O tema aqui até lembra seu longa anterior ao entrar novamente no mundo das celebridades. Mas se antes ela mostrou um astro do cinema com sua vida vazia em busca de uma conexão com sua filha, aqui nós iremos acompanhar um grupo de jovens obcecados pelo mundo das celebridades.

Baseado em fatos reais a trama mostra um grupo de jovens resolve invadir casa de celebridades em busca dos seus bens. O dinheiro, roupa e outros itens são usados para gastos com festas, drogas ou simplesmente como forma de status ao tirar fotos para serem compartilhadas nas redes sociais. Em pouco menos de 1 ano a “gangue” chegou a furtar mais de 3 milhões de dólares.

A ideia do filme não é tentar julgar ou dar uma opinião sobre o ocorrido, mas sim simplesmente mostrar os fatos mais ou menos como aconteceram sem fazer graça da futilidade dos personagens. E dessa forma deixar o espectador chegar as suas próprias conclusões sobre o ocorrido e o efeito desse comportamento na nossa sociedade.

Isso é interessante, mas ao mesmo tempo é um dos problemas do filme. Em alguns momentos ele soa apenas como se fosse um videoclipe que acompanha os personagens em suas farras e nos roubos ao som de alguma música. Talvez o roteiro pudesse se aprofundar um pouco mais nas personalidades e motivações dos personagens.

Ainda assim Sofia consegue retratar bem uma espécie de juventude perdida com a obsessão as celebridades. Temos até um pouco de metalinguagem já que uma das celebridades que teve a casa invadida na vida real cedeu sua residência para as filmagens e ainda aparece como ela mesma no filme. Estou falando de Paris Hilton que se aproveita para aparecer um pouco mais. Ou será que ela realmente entendeu a “piada” sobre crítica que o filme faz a esse culto ao mundo dos famosos?
O elenco também merece destaque principalmente os principais protagonistas Katie Chang (Rebecca, a líder do grupo) e Israel Broussard (Marc, o amigo que se deixa influenciar e tem crises de moralidade). Eles são o fio condutor da trama. Mas a personagem de Emma Watson (Nicki) também se destaca, principalmente na parte final do filme.
Postar um comentário