propaganda

quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Frances Ha

Título Original: Frances Ha (EUA, Brasil , 2012)
Com: Greta Gerwig, Mickey Sumner, Michael Esper, Adam Driver, Michael Zegen, Charlotte d’Amboise, Grace Gummer, Laura Parker, Britta Phillips, Juliet Rylance e Josh Hamilton
Direção: Noah Baumbach
Roteiro: Noah Baumbach e Greta Gerwig
Duração: 86 minutos


Nota: 5 (excelente)

Finalmente o diretor Noah Baumbach acertou a mão em cheio com o filme “Frances Ha”. Talvez o fato de deixar o tema relações familiares de seus filmes anteriores (A Lula e a Baleia, Margot e o casamento, O Solteirão) tenha sido positivo. Aqui o grande destaque é a protagonista interpretada pela atriz Greta Gerwig, que por acaso é casada com o diretor, e que também escreveu o roteiro junto com Noah.

Frances é uma personagem muito interessante e bastante carismática com seu jeito “desengonçado” de ser. Ela é uma jovem perto dos 30 anos que enfrenta dificuldades para levar uma vida adulta “normal”. Ela ganha a vida numa escola de dança dando aula para crianças e fazendo algumas apresentações, mas não parece levar muito jeito para isso. E nem por isso ela vai desistir do seu sonho de virar dançarina profissional.

Iremos acompanhar a “jornada” de Frances com as decepções e contratempos da vida em busca de seus sonhos. Mas nada muito fantasioso. O objetivo é criar uma história verossímil, interessante e divertida. Já que apesar de tudo ela continua seguindo em frente sem deixar de perder a alegria de viver, das pequenas coisas, nem que seja sair correndo e dançando pelas ruas.

Outro tema abordado é a amizade. Frances mora com uma amiga dos tempos da faculdade e quando ela decide se mudar começa uma “crise” entre as duas. E o filme aborda muito bem a questão das amizades femininas, já que ultimamente temos tido mais filmes voltados para a abordagem masculina como “Superbad” ou “Eu te amo, cara”.

Filmado em preto e branco ajuda a dar um clima mais interessante e “alternativo”, dando um diferencial a história e também criando uma homenagem a filmes antigos. Outro destaque é o roteiro que é muito bem construído de forma bem natural. Tudo de maneira muito simples e eficiente.

O resultado é um filme simples, que não se espera muito, mas que vai te conquistando aos poucos com uma bela surpresa embalado por uma excelente trilha sonora e atuações inspiradas, principalmente da protagonista. Uma comédia com doses de drama bem divertida cheia de momentos inspirados e com uma naturalidade bem interessante.
Postar um comentário