propaganda

segunda-feira, 16 de dezembro de 2013

Jogos Vorazes - Em Chamas

Título Original: Hunger Games - Catching Fire (EUA , 2013)
Com: Jennifer Lawrence, Josh Hutcherson, Elizabeth Banks, Woody Harrelson, Donald Sutherland, Philip Seymour Hoffman, Stanley Tucci, Liam Hemsworth, Willow Shields, Elizabeth Banks, Lenny Kravitz, Jeffrey Wright, Amanda Plummer, Sam Claflin, Toby Jones, Jena Malone e Megan Hayes
Direção: Francis Lawrence
Roteiro: Simon Beaufoy e Michael Arndt
Duração: 146 minutos


Nota: 3 (bom)

Uma das coisas que mais me chamou a atenção do 1º “Jogos Vorazes” foi o final que consegue  terminar a 1ª parte da história num ponto interessante em saber de como o restante da trama caminhará. Mas após ver alguns trailers de “Jogos Vorazes - Em Chamas” fiquei desapontado ao saber por onde a história teria ido. Mas vou chegar nesse ponto.

Nessa 2ª parte da franquia iremos ver como a personagem Katniss Everdeen (Jennifer Lawrence) lidará com as consequências de ter ganhado a última edição dos Jogos Vorazes junto com Peeta Mellark (Josh Hutcherson).

A primeira metade do filme que mostra essas consequências é muito boa. Tem todo um jogo político por trás da manipulação do presidente Snow (Donald Sutherland) que é bem interessante, ainda mais se tratando de uma franquia feita para adolescentes.

Outro ponto positivo é Katniss, uma personagem feminina muito interessante que fica dividida entre suas obrigações no papel de atual vencedora dos jogos enquanto tem que lidar com o triângulo amoroso envolvendo seu namorado (Liam Hemsworth) e o interesse por Peeta que surge de maneira inicialmente falsa mas que aos poucos vai ganhando força. Mas o melhor é que ela sabe deixar esses romances em segundo plano já que ela tem problemas maiores para lidar.

A segunda metade é que acaba me incomodando já que iremos ter uma nova edição dos Jogos Vorazes, mas que dessa vez será especial e contará apenas com vencedores das edições passadas. A ideia e a solução é até boa, mas quando temos a repetição dos jogos os mesmos problemas do filme anterior surgem. Os personagens nunca parecem se dar conta que o negócio ali envolve a vida e a morte, ou seja, da gravidade da situação. Na parte técnica os jogos até ficaram mais elaborados já que o orçamento do filme aumentou graças ao sucesso da 1ª parte.

Quando acontece uma reviravolta e o filme volta a ficar interessante ele acaba. Agora é ter que esperar a 3ª parte estrear, que infelizmente foi dividida em 2 filmes para ganhar mais dinheiro. Dessa vez não fica a sensação de não saber de onde a história caminhará, mas sim que o desfecho chegue logo.

No final das contas o resultado é positivo novamente e a franquia vem surpreendendo com qualidade, principalmente graças ao ótimo elenco que dão vida a personagens bem interessantes. Essa 2ª parte é melhor que a 1ª, mas infelizmente é prejudicada por “perder tempo” com a repetição dos jogos.
Postar um comentário