propaganda

segunda-feira, 19 de maio de 2014

Alemão

Título Original: Alemão (Brasil, 2014)
Com: Caio Blat, Milhem Cortaz, Otávio Müller, Gabriel Braga Nunes, Marcello Melo Jr., Jefferson Brasil, Mariana Nunes, Aisha Jambo, Cauã Reymond e Antônio Fagundes
Direção: José Eduardo Belmonte
Roteiro: Gabriel Martins e Leonardo Levis
Duração: 109 minutos

Nota: 4 (ótimo)

A invasão e pacificação da favela do Alemão no Rio de Janeiro é um fato que talvez seja recente para virar um filme. Felizmente o trabalho feio pelo diretor José Eduardo Belmonte por tratar de um tema atual de maneira bem interessante. Além disso, “Alemão” foge das tradicionais comédias do cinema brasileiro ao focar num tema que pode lembrar inicialmente outro sucesso nacional (Tropa de Elite), mas que não segue no mesmo caminho.


A história é de ficção, mas usa a história real da invasão a favela do Alemão como pano de fundo. Iremos conhecer 5 policiais que estão infiltrados dentro da favela que se reúnem dentro de uma pequena pizzaria após o chefe do tráfico mandar fechar a favela. Juntos eles irão tentar descobrir o que houve, já que a informação sobre a identidade deles vazou para o tráfico, e resolver como sair dessa situação para passar ao comando da polícia as informações sobre o local para que a invasão tenha sucesso.

O filme acaba sendo na verdade um drama policial com bastante tensão. Talvez o roteiro pudesse ter explorado melhor as personalidades dos personagens, mas não tinham muito tempo para isso. Felizmente o elenco é muito bom e com suas atuações eles conseguem deixar esse problema de lado.

Mesmo se concentrando mais nesse pequeno grupo de personagens e na situação que eles se encontram presos dentro de um lugar, o filme consegue tratar de outros temas como a responsabilidade da polícia e de como a população que mora nas favelas acaba sendo vítima tanto do tráfico quanto da polícia já que ficam com medo de ambos os lados. Talvez ele pudesse ter ido um pouco além nesses temas, mas já alguma coisa um filme brasileiro tocar nessa tema complicado e polêmico.
Apesar de alguns problemas o resultado é muito bom ao conseguir ser um filme atual e interessante construindo um ótimo drama que consegue manter o clima de tensão até o final. Ainda mais se tratando de um filme nacional que consegue fugir do formato da televisão e das comédias de maneira eficiente já garante ponto positivo para o cinema brasileiro.
Postar um comentário