propaganda

quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Débi e Lóide 2

Título Original: Dumb and Dumber To (EUA , 2014)
Com: Jim Carrey, Jeff Daniels, Kathleen Turner, Laurie Holden, Rachel Melvin, Rob Riggle, Steve Tom, Don Lake, Patricia French, Tembi Locke e Brady Bluhm
Direção: Peter Farrelly e Bobby Farrelly
Roteiro: Sean Anders, Mike Cerrone, Bobby Farrelly e Peter Farrelly
Duração: 110 minutos

Nota: 4 (ótimo)

Será que 20 anos depois “Debi e Lóide 2” era realmente necessário? O 1º filme foi um marco das comédias politicamente incorretas, teve o 1º papel de destaque de Jim Carrey e marcou a estreia na direção dos irmãos Farrelly. Talvez fosse melhor reunir a dupla Carrey e Jeff Daniels para o lançamento de uma versão especial do filme em blu-ray. Bom, tive essas dúvidas  antes de assistir a continuação, mas após a sessão e várias risadas confesso que essa continuação é muito necessária.


Aproveitei para antes assistir o primeiro Debi e Lóide. A “história” não era boa, mas as piadas politicamente incorretas e o carisma de Carrey e Daniels valem a pena. Nessa continuação a “trama” é um pouco melhor, mas a estrutura do filme é praticamente igual. Inclusive algumas piadas são até repetidas e mesmo assim funcionam (não irei contas quais para não estragar as surpresas).

Resumindo a “história” para não entregar nenhum spoiler, Harry (Daniels) e Lloyd (Carrey) pegam a estrada para tentar encontrar a filha de Harry (que a legenda insiste em chamar de Debi graças ao título nacional) que pode ser a salvação para ele por estar precisando de um transplante de rim. E o que aconteceu com eles nos últimos 20 anos? Não muita coisa e isso é uma das piadas logo no início do filme.

Harry e Lloyd continuam do mesmo jeito “infantil”, “ingênuo” e “idiota” do primeiro filme. Eles não “amadureceram” em nada. E esse “jeitão” deles continua incomodando bastante as pessoas “comuns”, apesar de aqui termos personagens que parecem mais ter o jeito de que vivem no mesmo mundo que eles.
O carisma e a química entre Carrey e Daniels continua impressionante. Carrey talvez não tenha mais idade para algumas piadas mais físicas, mas continua incrível com suas “caretas” que são sua marca registrada. Enquanto Daniels mostra seu talento como ator que consegue ir de papéis sérios como na série “Newsroom” e aparecer aqui como “comediante idiota”.

No final das contas o filme se justifica e não irá decepcionar os fãs do anterior. A não ser que você tenha ficado “maduro” demais após 20 anos. Inclusive eu até gostei mais dessa continuação por conseguir “atualizar” as piadas politicamente incorretas sem apelar muito para escatologia (peidos e afins) e por ter uma “história” que justifique um pouco melhor o fato dos personagens se envolvam nas situações, por mais absurdas que elas sejam. Garantia de diversão e boas risadas.

Obs: Tem uma cena depois dos créditos que não é genial, mas é sempre bom aproveitar mais uma piada.
Postar um comentário