propaganda

terça-feira, 27 de janeiro de 2015

Foo Fighters

Abertura: Kaiser Chiefs e Raimundos
Dia: 25 de Janeiro de 2015
Local: Estádio Maracanã - Rio de Janeiro – RJ
Fotos tiradas do site Rock em Geral

Após a bem sucedida vinda do Foo Fighters na 1ª edição do Lollapalooza, a banda voltou ao Brasil para uma turnê própria no Brasil para divulgar seu novo disco chamado “Sonic Highways”. Foram 4 cidades: Porto Alegre, São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte. Acabei escolhendo o show no Rio para ir conferir. Vamos a um breve relato de como foi o show.


Foram convocadas 2 bandas de abertura. Uma nacional, Raimundos, e uma internacional, Kaiser Chiefs, que está como convidada da turnê na América do Sul. Aqui no Brasil apenas em Porto Alegre teve uma banda brasileira diferente que foi Comunidade Nin-Jitsu. Não vi o show do Raimundos, mas vocês podem conferir o repertório do show deles.

Kaiser Chiefs
Essa foi a 3ª vez que eu vejo um show da banda. Aqui eles fizeram um bom aquecimento antes do show do Foo Fighters. Com isso em mente eles fizeram um show bem divertido e o vocalista Ricky Wilson mais uma vez mostrou todo o seu carisma sempre interagindo muito com a platéia. O repertório foi curto e contou com as músicas mais conhecidas como “Ruby”, "Everyday I Love You Less and Less" e "I Predict a Riot".


Foo Fighters
A banda lançou o seu disco mais ambicioso chamado “Sonic Highways” onde eles gravaram 8 músicas, sendo cada uma em uma cidade diferente dos Estados Unidos. Aproveitaram para gravar um documentário sobre a gravação em cada lugar contando também um pouco da história musical do local (devo escrever em breve sobre o programa). Eles estão consolidados como uma banda grande para tocar em estádio e grande lugares, e essa turnê é a comprovação disso.

Durante quase 3 horas de show Dave Grohl comanda o público como poucos como enorme carisma e bastante interação com a platéia. A apresentação começa com “Something For Nothing” do disco novo. Uma especie de passarela divide o público na frente do palco em 2 e dessa forma o vocalista e guitarrista consegue se deslocar até o meio do público.
Um dos pequenos “problemas” do show é que essa “granditude” fez com que a banda em muitos momentos prolongasse algumas músicas. As vezes funciona de forma a dar uma “esfriada” no público e depois voltar novamente com o refrão agitando novamente, como fizeram em “All my Life” na reta final do show. Mas as vezes acaba deixando um pouco "burocrático" e umas músicas mais rápidas acabam perdendo um pouco a força como “Monkey Wrench”. 

Para compensar o show teve um momento mais “intimo” com Grohl apenas com voz e violão tocando “Skin and Bones” e “Wheels” no final da passarela no meio do estádio. Logo depois a banda completa volta num palco B no meio dessa passarela, onde eles tocam alguns covers de bandas que os influenciaram como Kiss e Rush.
Essa foto fui eu tirei deles tocando no palco B
Apesar de mais uma vez não terem tocado uma de minhas músicas favoritas, “I'll Stick Around” do disco de estreia, e do repertório do show do Lollapalooza ter sido melhor, dessa vez eu vi o show mais de perto e o fato de ser um show só da banda deixa a sensação de satisfação maior do que num festival. Sem dúvidas 2015 já começou muito bem na parte de shows internacionais no Brasil. E o ano promete bastante...

Postar um comentário