propaganda

quarta-feira, 7 de dezembro de 2016

Guns N' Roses - Not in This Lifetime Tour - Brasília

Algo que parecia impossível acabou virando realidade: Axl Rose e Slash fizeram as pazes e saíram em turnê com o Guns N’ Roses. Para completar, a Not in This Lifetime Tour ainda contou com a volta do baixista Duff McKagan. Não é totalmente a formação clássica, mas é o mais próximo dela que vimos em anos.
Eu já tinha visto shows de Axl e Slash separadamente, mas vê-los tocando juntos simplesmente não se compara. Com quase três horas de duração e 27 músicas no repertório, a banda fez uma apresentação incrível que superou minhas expectativas.

Por volta das 21 horas, o Guns começa o show muito bem com “It's So Easy” -- o atraso de cerca de uma hora para subir no palco foi pouco, considerando o histórico de Axl. O vocalista continua com o mesmo visual peculiar que vem adotando nas últimas turnês, com chapéu e casaco grunge amarrado na cintura. Em outro momento ele usou a capa de chuva amarela que ficou “famosa” no show no Rock in Rio 3, lembrando muito uma mistura de Dick Tracy com Bugu (da Turma da Mônica). Já Slash mantém seu visual característico, o que me fez questionar quantas cartolas, coletes e óculos escuros ele leva durante a turnê.

Ainda na parte visual, a estrutura do palco utilizou bem a cenografia, com um telão ao fundo mostrando imagens relacionadas à música que estava sendo tocada, além de chamas que acendiam no fundo. Fogos de artifício também foram utilizados, apesar de a chuva ter atrapalhado em alguns momentos, sendo possível ouvir apenas o barulho de explosões. Com bastante espaço para percorrer, os integrantes principais (Axl, Duff e Slash) junto com o segundo guitarrista Richard Fortus aproveitaram para se movimentar bastante, especialmente nas laterais, onde Slash ia para fazer alguns de seus solos.
Aliás, Slash é um caso à parte e o grande destaque da banda. O guitarrista é a personificação de um guitar hero e não poupa poses para fazer seus inúmeros solos de guitarra. E ele tocando faz com que os solos não soem como exageros ou pura exibição de técnica. O cara é um gênio!

O repertório fez um bom apanhado de toda a carreira da banda, alternando entre músicas mais animadas com algumas baladas. Foi curioso ver Duff e principalmente Slash tocando músicas do “Chinese Democracy”, disco lançado pela banda quando apenas Axl da formação original estava presente. Minhas músicas favoritas foram “Better” e “You Could Be Mine”.  O cover de “Attitude” do Misfits também foi interessante com Duff nos vocais.

Sem dúvida, o momento mais marcante foi quando eles tocaram “November Rain” debaixo de chuva e em pleno mês de novembro: tivemos literalmente uma “chuva de novembro” em Brasília. A voz de Axl também estava ok, mas, assim como o som, poderia estar um pouco melhor. O final com “Paradise City” encerrou muito bem a apresentação deixando a plateia, principalmente esse que vos escreve, totalmente satisfeito e surpreendido por ter visto um ótimo show de rock.

Dia: 20 de Novembro de 2016
Local: Estádio Mané Garrincha - Brasília  – DF
Fotos tiradas por Katarina Benzova, tiradas do site Cult 22

Setlist:
Postar um comentário