propaganda

quinta-feira, 10 de maio de 2018

A Noite do Jogo (Game Night)

É muito comum que amigos se reúnam para uma noite de jogos, principalmente casais, com o intuito de se divertirem com uma programação mais leve, que não envolva muita badalação. Mas o que poderia dar errado em um evento desse tipo? Pensando nisso, os diretores John Francis Daley e Jonathan Goldstein realizam em “A Noite do Jogo” uma comédia na qual um grupo de amigos se envolve em diversas confusões quando decide jogar um tipo diferente de jogo.

O casal Max (Jason Bateman) e Annie (Rachel McAdams) é viciado em jogos e é extremamente competitivo. A noite de jogos costuma acontecer na casa deles, mas a presença de Brooks (Kyle Chandler), irmão de Max, faz com que eles resolvam realizar uma noite diferente de jogos. Dessa vez, o evento é marcado na casa de Brooks e ele contrata uma empresa para realizar uma experiência especial de jogatina. Uma das pessoas do grupo será sequestrada e o restante deverá investigar as pistas para descobrir o seu paradeiro. Isso parece bem interessante e divertido, mas e se o sequestro for real?

A partir dessa premissa, o filme apresenta diversas situações cômicas, mas que ao mesmo tempo tensas. Os diretores são hábeis em explorar essa dinâmica entre o perigo e o humor de forma equilibrada, fazendo com que o espectador ria do próprio desconforto da situação, ao imaginar se aquilo é real ou não.

Além disso, o roteiro de Mark Perez explora bem a dinâmica entre os amigos, apresentando de maneira satisfatória o resto dos personagens. Há outros dois casais que proporcionam boas piadas e também o vizinho de Max e Annie interpretado pelo ator Jesse Plemons, que é um dos destaques do filme. As cenas entre ele e o casal de protagonistas são bem divertidas por explorar o desconforto entre eles e também devido a excentricidade do comportamento do homem.

O roteiro também aborda temas interessantes relacionados à amizade, e principalmente sobre a relação entre os irmãos. Se Max é extremamente competitivo, um dos motivos é o relacionamento com o irmão mais velho, já que Brooks sempre ganhou do mais novo e tem uma vida melhor sucedida financeiramente, gerando em Max um sentimento de inveja. Outro ponto interessante é como a história utiliza metáforas sobre os jogos para explicar a situação dos personagens, e um dos destaques são os diálogos entre Max e Annie sobre o futuro de sua relação. Não faltam também diversas referências à cultura pop, que garantem ótimas risadas.
A Noite do Jogo” também surpreende na parte técnica apresentando uma montagem muito ágil e eficiente, deixando o ritmo da narrativa muito bom, fazendo com que os 100 minutos passem facilmente. A trilha sonora de Cliff Martinez utiliza música eletrônica para criar uma ambientação moderna e que também contribui para criar a atmosfera de tensão em momentos que exigem esse sentimento. Ela funciona muito bem para equilibrar o clima entre a comédia e o perigo, fazendo com que o espectador sempre fique preocupado com o destino dos personagens.

A fotografia de Barry Peterson também é fascinante porque, em alguns momentos, apresenta tomadas áreas que parecem transformar as imagens em maquetes, ou melhor, em tabuleiros de jogos. Dessa maneira, em muitos momentos realmente parece que os personagens estão de alguma forma dentro de um jogo. Os movimentos de câmera também são muito bons. O destaque é uma cena, sem cortes, na qual os personagens correm dentro de uma casa passando um para o outro um determinado objeto.

Para que tudo isso funcione bem, é necessário um bom carisma e química entre o elenco. Nesse quesito, os diretores conseguem tirar o melhor dos seus atores. O principal destaque fica por conta de Jason Bateman e Rachel McAdams, que estão muito bem. Os protagonistas constróem tão bem seus personagens que fica difícil não torcer para que tudo acabe bem para eles. Suas atuações fazem com que as situações pareçam verossímeis, mesmo que em muitos momentos enfrentem situações totalmente absurdas.

A Noite do Jogo” é um filme extremamente divertido e que surpreende com sua premissa de explorar o que poderia dar errado em uma tranquila noite de jogos na casa dos amigos. Os diretores exploram bem o elenco e apresentam uma parte técnica de qualidade, realizando dessa forma um ótimo trabalho.

Classificação:

Título Original: Game Night (EUA, 2018)
Com: Jason Bateman, Rachel McAdams, Billy Magnussen, Sharon Horgan, Lamorne Morris, Kylie Bunbury, Jesse Plemons, Michael C. Hall e Kyle Chandler
Direção: John Francis Daley e Jonathan Goldstein
Roteiro: Mark Perez
Duração: 100 minutos
Postar um comentário