propaganda

domingo, 24 de junho de 2007

Shrek Terceiro

Título Original: Shrek The Third (2007)
Com as vozes (versão original): Mike Myers, Cameron Diaz, Eddie Murphy, Antonio Banderas, Julie Andrews, John Cleese, Rupert Everett, Eric Idle, Justin Timberlake, Amy Poehler, Maya Rudolph, Amy Sedaris e Cheri Oteri
Direção:Chris Miller
Duração: 92 minutos


Esse ano está sendo marcado pela parte 3 dos grandes lançamento do verão norte americano. Além de “Homem Aranha 3” e “Piratas do Caribe 3”, quem também chega nessa marca é o ogro verde Shrerk em “Shrek Terceiro”.

Como foi dito numa postagem anterior, felizmente a Dreamworks do Brasil resolveu distribuir cópias legendadas, assim como aconteceu com os outros filmes da série.

A primeira coisa a ser dita sobre o filme é que ele é bastante rock! Explicando melhor, a sua trilha sonora e algumas referências são totalmente rock! Um enterro ao som de “Live and Let Die” dos Wings do sir Paul McCartney, um colégio ao som de “Do you remember Rock´n Roll Radio” dos Ramones, a invasão do Reino de Muito Muito Distante ao som de Wolfmother e a Branca de Neve cantar Led Zeppelin. Filme infantil mais rock do que esse só mesmo “Escola do Rock”.

Nessa terceira parte, iremos acompanhar Shrek (Mike Myers) na busca de um herdeiro para o trono do reino após a morte do rei, pois ele seria sucessor direto, mas não quer encarar a responsabilidade. Existe um parente distante chamado Artie (Justin Timberlake), então Shrek se junta ao Burro (Eddie Murphy) e ao Gato de Botas (Antonio Banderas) para ir em busca do tal parente. Para completar Fiona (Cameron Diaz) conta que está grávida. Se já não bastasse a responsabilidade de ser rei, agora Shrek também vai ser papai. Enquanto isso o príncipe Encantando resolve juntar todos os malvados (capitão gancho e outros vilões dos contos de fada) para tomar o reino.

Houveram muitos avanços na tecnologia de animação, algumas coisas podem ser percebidas no desenho, mas a produção do filme teve o cuidado de não exagerar em determinados aspectos para que Shrek não perdesse o seu visual. Afinal de contas fazer um ogro muito real não ia fazer sentido em uma terra de seres de contos de fada.

O filme não é tão genial quanto o primeiro, e não é tão engraçado quanto o segundo, mas mesmo assim o resultado final é positivo. Ele ainda consegue ser legal, divertido e engraçado. Agora não achem que a coisa vai parar por aqui, já existem novos filmes em planejamento. Parece que primeiro vai ser o filme do Gato de Botas, e existem também rumores sobre filmes com a história do Shrek antes do primeiro filme. Vamos ver o que realmente vai se tornar realidade.
Postar um comentário