propaganda

domingo, 5 de agosto de 2007

Duro de Matar 4.0

Título Original: Live Free or Die Hard / Die Hard 4 (2007)
Com: Bruce Willis, Justin Long, Mary Elizabeth Winstead, Timothy Olyphant, Cliff Curtis, Maggie Q, Cyril Raffaelli e Kevin Smith
Direção: Len Wiseman
Roteiro: David Marconi e Mark Bomback
Duração: 129 minutos


Em 1988 o ator Bruce Willis ainda era mais conhecido por seu papel na série de tv “A gata e o rato”. A coisa mudou depois de Duro de Matar que o transformou num herói dos filmes de ação. Após duas continuações chegamos a “Duro de Matar 4.0”, 10 anos após o terceiro filme.

O primeiro Duro de Matar marcou época nos filmes de ação. O que fazer em 2007? Primeiro fazer uma história atual mostrando o terror em cima tecnologia, invadir os sistemas eletrônicos dos EUA e causar o caos. Segundo colocar algumas referências nerds com direito até a sensacional participação do diretor Kevin Smith como um hacker. Pronto, agora era só colocar o bom e velho John McClane no meio disso tudo, mais uma vez o cara errado no lugar errado.

O carisma do personagem é impressionante. A coisa chega num nível que ele consegue até tornar plausível e acreditável que seja possível derrubar um helicóptero usando um carro (“eu estava sem balas”, ele justifica). No primeiro filme os exageros não eram tantos e a coisa era mais “real”, algo que hoje pode ser encontrado na tv em 24 Horas, no último 007 ou nos filmes do Jason Bourne (aguardem em breve “O Ultimato Bourne”).

“Duro de Matar 4.0” traz novamente o bom e velho filme de ação. Uma história legal, bons personagens, principalmente o protagonista, bons atores mesmo para um filme de ação, boas cenas de ação e pronto, tem um bom filme. Simples assim.
Postar um comentário