propaganda

quinta-feira, 1 de novembro de 2007

Tim Festival 2007

Com as bandas Spank Rock, Hot Chip, Björk, Juliette and the Licks, Arctic Monkeys e The Killers
29 de Outubro de 2007
Anhembi – São Paulo


Novamente estive presente no Tim Festival, pela terceira vez, mas dessa vez na edição paulista que aconteceu no dia 29 de Outubro. Das 6 atrações que se apresentaram nesse dia, 4 me interessavam. No Rio os shows são em lugares “pequenos” para 4 mil pessoas, já a edição paulista é no Anhembi num espaço para 20 mil pessoas. Pelo menos tem a área VIP, um espaço na frente do palco, para compensar. Já que eu estava indo para a cidade para conferir o show valia a pena investir no ingresso mais caro para poder curtir melhor o show.

Acabei nem assistindo Spank Rock. Vamos aos comentários de cada show.

Hot Chip
Essa banda britânica ganhou mais destaque com seu 2ª cd chamado “The Warning” que tem hits como “Over and over” e “Boy from school”, presentes no repertório. Um show bem dançante que deve funcionar melhor em um lugar pequeno, num espaço para 20 mil pessoas talvez perca um pouco. A apresentação foi boa, apesar da pane no meio do show. A coisa foi tão estranha que a própria banda não entendeu o que aconteceu e se despediu do show achando que era o fim do show. Mas felizmente eles voltaram e tocaram mais um pouco.

Björk
Confesso que não curto o som dessa cantora islandesa, mas pelo menos o visual do show foi bem interessante. O palco estava cheio de bandeiras e outros detalhes cenográficos. Björk subiu ao palco com um vestido dourado bufante, muita maquiagem e um chapéu de bolas coloridas. O repertório contou com músicas do seu último cd chamado “Volta”, que começou com a até legal “Earth Intruders”. Esse é o tipo de show que deve funcionar melhor para se assistir sentado. Foi complicado agüentar 1 hora de show, sendo que também levou por volta de 1 hora só para montar o palco e mais tempo para desmontar.

Juliette and the Licks
Juliette subiu ao palco com sua banda The Licks e mostrou extrema simpatia e uma performance memorável. Suas músicas tem uma pegada hard rock. Um show animado, aeróbico e também de muito boa qualidade musical. A banda além de competente também se preocupa com a presença de palco. Afinal de contas o bom e velho rock´n roll também tem sua parte na pose. E nesse quesito Juliette “interpreta” muito bem o papel de rock star com todos os trejeitos e clichês do gênero, abusando do sensualismo e da selvageria.

Arctic Monkeys
O quanto não se falou dessa banda. Em cima do palco eles provam o porquê de tanto falatório. Suas ótimas canções já são o suficiente para conquistar a platéia. Sem muita interação com o público e em uma hora de apresentação o Arctic Monkeys mostrou muito fôlego e muitos sucessos. Sem dúvidas uma das bandas que mais agitou a platéia que cantou junto boa parte das músicas. Destaques para o hit “I bet you look good on the dancefloor” e também para “Fake tales of san Francisco”, “Fluorescent Adolescent”, só para citar algumas.

The Killers
A cenografia do palco já dava uma idéia do que estava por vir. Arranjos de flores, caixotes no lugar dos retornos, o fundo vermelho escrito “Sam´s Town” e muitos outros detalhes. O telão mostra algumas imagens ao som de uma música de abertura, assim o The Killers sobe ao palco e inicia o show com a música que da nome ao seu segundo cd: “Sam´s Town”. Com um repertório composto das melhores músicas de seus dois cds a banda fez sem dúvidas o melhor show da noite.

Tim Festival em São Paulo
O Tim Festival continua sendo um bom festival, sempre trazendo boas atrações com muita coisa boa da atualidade. Apesar disso a produção do show, pelo menos na edição paulista no Anhembi, deixou muito a desejar. Não rolou passagem de som, que acabaram acontecendo antes de cada show, causando muita espera entre cada show e atraso de 3 horas, sem contar em repertórios menores das últimas bandas. Faltaram bebidas (água e cerveja) no meio do festival e fora que o acesso ao Anhembi também foi um pouco complicado, sem muita sinalização. Mas os bons shows compensaram esses problemas e o resultado final foi muito bom.
Postar um comentário