propaganda

quinta-feira, 25 de setembro de 2008

Na Natureza Selvagem

Título Original: Into The Wild (2007)
Com: Emile Hirsch, Marcia Gay Harden, William Hurt, Jena Malone, Catherine Keener, Vince Vaughn, Kristen Stewart e Hal Holbrook
Direção e Roteiro: Sean Penn
Duração: 140 minutos


Nota: 4 (ótimo)

Sean Penn está cada vez mais estabelecendo uma ótima e sólida carreira como diretor de filmes, após ter vivido altos e baixos como ator. Em “Na Natureza Selvagem” ele leva as telas um filme ousado e com um espírito de produção independente bem de acordo com o próprio tema da história contada.

A história baseada no livro escrito por Jon Krakauer, sobre a vida de Chris McCandless. Com apenas 22 anos o jovem largou sua vida comum e estável para sair em busca de liberdade e aventura. Deixou para trás sua identidade, adotou um novo nome e saiu com destino ao Alasca. Durante o trajeto ele foi encontrando pessoas que te davam carona, um lugar para ficar ou um emprego temporário para poder juntar dinheiro para continuar sua jornada.

O personagem do filme é uma espécie de neo-hippie em busca de novos valores, uma crítica a crise dos valores da sociedade americana. A viagem aconteceu no início dos anos 90, mas apenas recentemente a família de Chris autorizou adaptação para o cinema. Nos dias atuais e nas mãos de Penn a história acabou ganhando também um lado político.

A construção dos personagens é bem interessante, graças ao excelente trabalho do elenco. Destaque para a ótima atuação de Emile Hirsch no papel principal de Chris e também para Hal Holbrook, um senhor que cruza o caminho de Chris e rouba a cena quando aparece na tela. O elenco ainda conta com William Hurt, Marcia Gay Harden e Jena Malone como a família de Chris, além de Catherine Keener e Vince Vaughn como algumas das pessoas que cruzam o caminho do protagonista.

A parte técnica também merece destaque, principalmente para a fotografia e edição, além da escolha das locações para mostrar bem a força da natureza. A trilha sonora com músicas de Eddie Vedder (Pearl Jam) funcionam muito bem também e apesar de ter ganhado o Globo de Ouro por melhor canção foi ignorado pelo Oscar.
Postar um comentário