propaganda

sábado, 3 de agosto de 2013

Orange Is the New Black

Criado por Jenji Kohan
Com: Taylor Schilling, Laura Prepon, Michael J. Harney, Michelle Hurst, Kate Mulgrew e Jason Biggs


O Netflix continua investindo em conteúdo próprio e o resultado disso é uma nova série: “Orange Is the New Black”. O programa foi criado por Jenji Kohan, do seriado “Weeds”, baseado no livro de mesmo nome escrito por Piper Kerman. A obra é autobiográfica e escritora narra sua experiência na prisão. Já o programa de TV pega apenas a premissa da personagem feminina dentro da prisão e cria novos personagens com conflitos maiores.


Na história temos Piper (Taylor Schilling de “Argo”), uma jovem de classe média que está pagando por um erro do passado. 10 anos atrás ela teve um relacionamento com uma traficante e foi usada como “mula” para transportar dinheiro. Após o fim do romance ela seguiu sua vida e agora está noiva de Larry (Jason Biggs de “American Pie”), mas terá que passar 15 meses na prisão.

O tema é interessante ao mostrar a personagem encarando essa mudança de vida ao ter que encarar a vida na prisão com seu uniforme laranja (daí a piada do título do seriado). Um assunto complicado e dramático que é tratado muito bem pelo programa ao quebrar um pouco o tom sério e dramático com doses de comédia.

O mais legal é a estrutura da narração que apesar de não ser nada criativa, funciona muito bem ao mostrar o presente dentro da prisão com flashbacks contando mais detalhes da vida da personagem. Em compensação o seriado surpreende ao não se prender apenas na personagem principal dando espaço também para as outras mulheres dentro da prisão. E elas parecem ser até mais interessantes que a personagem principal.

Após assistir 2 episódios a série mostrou sua qualidade e me deixou interessado em conferir o restante dos 13 episódios no total. Aí vale ressaltar a questão do formato de exibição e distribuição do Netflix.
Todos os capítulos foram disponibilizados de vez no dia 11 de Julho de 2013. Então a audiência que decide se assiste tudo de vez ou se vai assistindo aos poucos. Cada episódio tem por volta de 50 minutos, então conferir tudo de vez é uma maratona e tanto. Talvez seja melhor ir aos poucos. O bom é que não é preciso criar “ganchos” entre os episódios.

Antes mesmo de ser disponibilizada a 1ª temporada o Netflix já garantiu uma nova que já começou a ser filmada, mas ainda não tem data prevista para exibição.
Postar um comentário