propaganda

sábado, 4 de setembro de 2004

A Vila

Título Original: The Village (EUA , 2004)
Com: Bryce Dallas Howard, Joaquin Phoenix, Adrien Brody, William Hurt e Sigourney Weaver
Direção e Roteiro: M. Night Shyamalan
Duração: 108 minutos


O diretor M. Night Shyamalan está de volta com seu mais novo filme chamado "A Vila". O filme estreou bem nos EUA em primeiro lugar mas a reação do público não foi muito boa e a propganda "boca a boca" espantou um pouco o público nas semanas seguintes. Mas as críticas também não foram muito boas. Muitos dizendo que o seu estilo de sempre criar filmes baseados em grandes surpresas e reviravoltas não funcionava mais.

Depois de assistir o filme tudo fez sentido pra mim. Eu entendi porque o público não tinha gostado. Quanto as críticas, isso vai um pouco mais além. Depois de fazer um filme como "Sexto Sentido", que chamou a atenção de todo o mundo, nem sempre é fácil continuar agradando a todos.

Seu primeiro filme, "sexto sentido", é o que eu menos gosto entre seus quatro filmes. O meu favorito ainda é "Corpo Fechado". Um dos "problemas" é a maneira como seus filmes são "vendidos" ao público. Eu lembro disso muito bem na época em que vi o trailer de "Corpo Fechado". Bruce Willis sobrevive a um acidente de trem e ninguém sabe o por quê. Aí aparece escrito: "filme de M. Night Shyamalan, de "sexto sentido". Foi então que eu pensei, lá vem outro filme sobrenatural. Mas logo na primeira cena do filme aparece um texto falando sobre revistas em quadrinhos. Como assim? Surpresa total. O filme não era nada do que eu esperava. E assim foram seus filmes seguintes.

Em "Corpo Fechado" essa "propaganda enganosa" não deu muito certo pois o público não gostou muito do filme. A crítica ficou dividida mas a maioria tinha aprovado o filme. Mas "Sinais" acabou dando certo. O público lotou os cinemas e o filme foi um grande sucesso. Mas agora com esse "A Vila" a fórmula parece não ter dado certo.

O filme é vendido como uma história de terror que pelos trailers indicaria ser algo bem próximo de "Sinais" mas mais uma vez ele surpreende fazendo algo bem diferente do esperado. E mais uma vez o público não parece ter gostado muito dessa ideia de ter sido "enganado" e a crítica começou a reclamar que essa "fórmula", criada por ele mesmo por sinal, estava sendo repetida mais uma vez e que não procede mais fazer um filme baseado nisso.

Na opinião desse que vos escreve o filme é bom sim. Mas esqueça que eu disse isso. Se você se interessou em ver o filme, assista e tire suas próprias conclusões. Não adianta aqui eu falar se é bom ou ruim. Pra dizer porque eu gostei do filme eu teria que revelar toda a história e isso com certeza estragaria a tal "supresa reviravolta" do filme. Afinal de contas o que você espera ver num filme, sempre mais do mesmo ou sempre ser surpreendido com algo melhor do que você esperava? Será que isso é uma simples fórmula? Será que essa é graça do filme? Talvez sim, talvez não.
Postar um comentário