propaganda

segunda-feira, 31 de janeiro de 2005

Gosto de Sangue

Em 1984 os irmãos Coen lançavam seu primeiro filme chamado “Gosto de Sangue” (Blood Simple). O filme foi um grande sucesso no circuito independente de cinema na época e ganhou alguns prêmios, dentre eles o prêmio do grande júri do festival de Sundance (em sua primeira edição).

Para quem não conhece os irmão Coen, eles são Joel e Ethan. Geralmente eles escrever o roteiro de seus filmes juntos e então Joel dirige o filme e Ethan produz. Entre seus filmes estão “Arizona Nunca Mais”, “Fargo”, e os mais recentes “O Amor Custa Caro” e “Matadores de Velhinhas”.

Em 2000 eles resolveram lançar uma versão nova do filme, a famosa “versão do diretor” (director´s cut). Só que diferente desses tipos de versão, essa não tem nenhuma cena extra adicionada. Apenas o som e a imagem foram remixados digitalmente e alguns pequenos trechos foram apagados (segundo os Coen, as partes chatas do filme).

Pois bem, em 2005 o filme finalmente chega às telas de Salvador. Antes tarde do que nunca.

A história envolve traição e assassinato. O dono de um bar suspeita que sua mulher está o traindo e contrata um detetive particular para segui-la. Ele acaba descobrindo que ela está o traindo com um funcionário do seu bar. Então ele resolve pedir para o detetive matar os dois. Bom, a partir daí começa o jogo numa história em nada é o que parece ser.

Depois desse filme eu só vim a ter mais certeza o quanto sou fã do trabalho deles. Da filmografia deles só falto ver um filme chamado “Ajuste Final”. Seus filmes são sempre bons, não tem errada! Gênios!

Uma outra curiosidade sobre o filme é que o diretor de fotografia é um cara chamado Barry Sonnenfeld. Anos mais tarde, em 1991, ele viria a dirigir seu primeiro filme: “A família Adams”. Ele também dirigiu a continuação e depois fez os dois “Homens de Preto”.
Postar um comentário