propaganda

terça-feira, 26 de julho de 2005

Vida Marinha com Steve Zissou

Esse é mais um capítulo da novela de estréia de filmes. Depois de muito esperar pela chegada desse “Vida Marinha com Steve Zissou”, os distribuidores disponibilizaram poucas cópias e o filme estreou primeiro lá no Brasil. Eu já estava triste por tudo indicar que só iria assisti-lo quando saísse em dvd, mas ele resolveu dar as caras por aqui no circuito de arte, mais precisamente no cinema do museu.

Esse é o mais novo filme de Wes Anderson, de “Os excêntricos Tanenbauns”. Interessante como ele sempre gosta de trabalhar com os mesmos atores. Esse agora é estrelado por Bill Murray, que esteve em 3 dos seus 4 filmes. Também está no elenco Owen Wilson, que protagonizou o primeiro filme de Wes junto com seu irmão Luke em que eles três escreveram juntos o roteiro. Incrível como Wes conseguiu criar seu próprio estilo de contar histórias de maneira bastante criativa.

A história fala sobre Steve Zissou (Murray), um explorador dos mares que filma documentários sobre a vida marinha, numa referência a Jacques Cousteau só que em decadência. Seu último filme acabou em desastre com a morte de um amigo por um suposto “tubarão-leopardo”. Eis que ele resolve embarcar em mais uma nova expedição para ir atrás da vingança ao tal tubarão. Para isso ele vai contar com sua equipe formada por sua mulher (Anjelica Huston) e outras figuras e inclusive alguns estagiários não remunerados.

Completam o elenco nomes com Cate Blanchett, Jeff Goldblum e Willian Dafoe. Quem também está no filme é o ator brasileiro Seu Jorge. Ele também interpreta algumas canções durante o filme, que são versões de músicas de David Bowie. As versões são bem “thrash” com voz e violão e letras em português. Se a coisa não tivesse funcionado de maneira tão interessante no filme, talvez ele merecesse morrer depois de cometer um crime assim tão grave com a história do rock ao assassinar as músicas de Bowie.
Postar um comentário