propaganda

domingo, 11 de fevereiro de 2007

Abismo do Medo

Título Original: The Descent (2006)
Elenco: Alex Reid, Molly Kayll, MyAnna Buring, Natalie Jackson Mendoza, Nora-Jane Noone, Oliver Milburn e Saskia Mulder
Diretor: Neil Marshall
Duração: 99 minutos

Ao ver o título “Abismo do Medo” logo se pode pensar que se trata de mais um desses filmes de terror ruins que tem aparecido por aí. Mas podem confiar, esse é um dos filmes do gênero mais interessantes e assustadores que aparecerem no ano passado. Para começo de conversa vale ressaltar que se trata de um filme inglês, e não americano. Fora isso também não é estrelado e nem voltado para o público adolescente dos EUA.

Medo do escuro e claustrofobia, é assim que a coisa começa a ganhar o clima de tensão e suspense. Acompanhamos 6 mulheres que curtem esportes radicais e resolvem ir explorar uma caverna. A coisa complica quando ao passar por uma passagem, um desmoronamento a fecha. Resta a elas então ir em busca de uma nova saída. Se isso já era motivo suficiente para criar o clima de tensão, a coisa ainda piora quando os “monstros” da história aparecem. Pronto, está montado o clima assustador perfeito para um bom filme do gênero.

O diretor Neil Marshall mostra que com simplicidade como fazer um filme de terror dos bons como pouco tem se visto nos cinemas ultimamente. Tudo é mostrado aos poucos, o clima de tensão vai aumentando e quando você acha que a coisa não pode piorar, chegamos ao clímax do pior que podia acontecer. Pode ter calma que as “brutalidades” vão rolar.

A coisa começa mostrando aos poucos os “monstros”, com um pouco de terror sugestivo. Mas não se preocupem que as coisas vão ser mostradas. Uma das cenas mais interessantes é quando uma das personagens cai em um suposto lago, só depois se percebe que na verdade não é água e sim sangue. Fantástico! Mas nem por isso pensem que se trata de uma coisa thrash, o objetivo é ser realmente assustador.

Esse com certeza foi uma das grandes surpresas de 2006. Um filme de terror competente, assustador e de qualidade. Para quem curte o gênero vale a pena dar uma conferida. Imperdível!
Postar um comentário