propaganda

terça-feira, 13 de maio de 2008

Pushing Daisies

Apesar de toda a minha resistência e falta de tempo em começar a assistir novos seriados, resolvi dar uma chance a série “Pushing Daisies“ que estreou oficialmente no Brasil no canal Warner no último dia 10 de Abril. Após ler boas críticas sobre ela e receber algumas recomendações resolvi dar uma chance ao programa. Outro fator positivo é que a primeira temporada tem apenas 9 episódios devido a greve dos roteiristas. A segunda temporada já está confirmada, mas ainda não tem data de estréia.

O seriado conta a história de Ned (Lee Pace), um homem com a incrível habilidade de ressuscitar os mortos com um simples toque na pessoa. Mas existem algumas conseqüências. Caso ele volte a tocar na pessoa ela voltará a morrer, dessa vez para sempre. Além disso, ao ressuscitar alguém e deixá-lo vivo por mais de 1 minuto implica na morte de outra pessoa que estiver por perto.

Ao descobrir sua habilidade na infância ele acaba matando a sua mãe, tocando-a novamente após ter ressuscitado-a. Isso faz com que ele se torne uma pessoa com medo de se relacionar com as outras, principalmente tocá-las. Ao virar adulto começa a ganhar a vida fazendo tortas.

As coisas mudam quando um detetive descobre a sua habilidade e resolve usá-la para ajudar a resolver crimes de assassinatos e também ganhar dinheiro das recompensas. Então Ned ressuscita a pessoa, pergunta quem a matou e depois ele a toca novamente.

A situação complica quando uma das vítimas é conhecida de Ned, sua grande paixão de infância Charlotte, conhecia pelo apelido de Chuck. Ao ressuscitá-la ela não sabe quem a matou, então ele resolve deixá-la viva para descobrir o que aconteceu. O problema é que volta a rolar um clima de paixão entre os dois, mas agora ele não pode tocá-la.

Por enquanto só assisti ao primeiro episódio e a história promete bastante. O visual é bem interessante, com uma excelente fotografia e uma história que mistura elementos de drama e comédia, numa espécie de conto de fadas para adultos, que lembra bastante o estilo dos filmes de Tim Burton, do qual eu sou bastante fã.

O seriado foi sucesso de crítica e público lá no EUA onde o piloto teve uma excelente audiência se tornando uma das novas séries mais assistidas de lá. A primeira impressão foi muito boa, vamos ver os outros 8 episódios.


“Pushing Daisies“ foi criada por Bryan Fuller (criador da série “Dead Like me”) e é produtor executivo junto com mais 5 pessoas. Dentre elas destaque para Barry Sonnenfeld, diretor de filmes como “Família Adams” e “O nome do jogo”, que dirige os 2 primeiros episódios da série.

Postar um comentário