propaganda

terça-feira, 10 de junho de 2008

Antes que o Diabo saiba que você está morto

Título Original: Before the devil knows you’re dead (2007)
Com: Philip Seymour Hoffman, Ethan Hawke, Marisa Tomei, Albert Finney e Rosemary Harris
Diretor: Sidney Lumet
Roteiro: Kelly Masterson
Duração: 123 minutos


Nota: 4 (ótimo)

O filme “Antes que o Diabo saiba que você está morto” poderia ser classificado como um filme de roubo ou um policial, mas seu forte conteúdo dramático está mais para uma classificação como um drama familiar.

O diretor Sidney Lumet é um veterano, mas andava meio sumido. Seu último filme a chegar aos cinemas por aqui foi a refilmagem “Glória” estrelada por Sharon Stone. Seus longas mais famosos foram feitos nos anos 70, como o clássico “Um dia de cão” estrelado por Al Pacino e baseado em uma história real.

Em seu novo filme, Lumet reúne um ótimo elenco para mostrar como uma família aparentemente normal acaba chegando a decadência. Aos poucos ele vai construindo os personagens e a história, com idas e vindas, visões de cada um e montando um quebra-cabeça. Tudo motivado pela ambição, egoísmo e individualismo. Iremos acompanhar uma verdadeira descida ao inferno dos personagens, tanto metafórica, moral, quanto fisicamente falando.

Tudo começa quando o Andy (Hoffman) convence seu irmão mais novo Hank (Hawke) a participar de um roubo. O detalhe é que o local escolhido é a joalheria de seus pais. O plano parece perfeito, eles roubam, o seguro paga e ninguém sai ferido. Mas não é bem assim que as coisas acabam acontecendo.

Os atores dão um show de desempenho, com personagens que parecem gente de verdade, com muitos defeitos e sem nenhuma simpatia. Enquanto acompanhamos a descida dos personagens ao inferno, a experiência do diretor é mostrada na tela nos gêneros já citados, indo do policial ao drama.

No meio de tantas referências e metáforas a conclusão mais simples que se pode chegar ao final do filme seja que o crime não compensa. Talvez isso não tenha sido mostrado antes no cinema de maneira tão real e assustadora.
Postar um comentário