propaganda

sexta-feira, 25 de julho de 2008

O Guru do Amor

Título Original: The Love Guru (2008)
Com: Mike Myers, Jessica Alba, Justin Timberlake, Romany Malco e Meagan Good
Direção: Marco Schnabel
Roteiro: Graham Gordy e Mike Myers
Duração: 88 minutos


Nota: 3 (bom)

Desde 2003 que o ator Mike Myers não mostra a sua cara no cinema. Suas últimas aparições foram dublando o personagem Shrek. Muita expectativa se criou para o lançamento do seu mais novo trabalho chamado “O Guru do Amor”.

Esse ano ele foi o apresentador do MTV Movie Awards, aproveitando para promover seu novo filme. Apesar disso o resultado tanto de público quanto da crítica foi negativo. O filme foi um “fracasso” de bilheteria no EUA. O que teria dado errado? Será que ele não é mais engraçado? Foi pensando nisso que assisti o seu novo filme imaginando o pior possível.

Myers vive o guru Pitka, um guia espiritual amoroso que é contratado por Jane (Jessica Alba), dona de um time de hóquei no gelo, para salvar o relacionamento do seu principal jogador chamado Darren (Romany Malco). Desde que sua namorada o trocou por um jogador do time rival, vivido por Justin Timberlake, seu desempenho nos jogos caiu bastante.

Antes da estréia do filmes nos EUA, muito barulho foi feito pela comunidade hinduísta que achava que o filme mostrava uma idéia errada da sua religião e costumes. Acho que esqueceram de avisar que se tratava de uma comédia e que o objetivo era realmente sacanear os costumes e não mostrá-los exatamente como são.

Quem já conhece os filmes de Myers como “Quanto mais idiota melhor” e “Austin Powers” já sabe o que esperar. Talvez aqui ele apele às vezes para algumas piadas mais escatológicas, mas mesmo assim ele ainda garante boas risadas. Destaque também para a presença de Justin, seu papel é pequeno, mas também é bem engraçado.

Sem dúvidas esse não é o filme mais inspirado de Myers, mas é uma boa comédia, ainda mais para quem gosta do seu estilo. Como explicar o fracasso de público? Talvez a concorrência com filmes mais “acessíveis” como “Agente 86”. Ou quem sabe por ter ficado tanto tempo sem aparecer nos cinemas tenha feito com que o público americano tenha esquecido ele. Ou simplesmente não o achem mais engraçado. Bom, eu continuo gostando e achando engraçado.

Obs: O filme deveria estrear no Brasil hoje dia 25 de Julho, mas isso acabou não acontecendo. O mais provável é que acabe sendo lançado direto em DVD.
Postar um comentário