propaganda

terça-feira, 19 de agosto de 2008

Guardiões do Dia

Título Original: Day Watch / Dnevnoi Dozor (2006)
Com: Konstantin Khabensky, Mariya Poroshina, Vladimir Menshov, Galina Tyunina, Viktor Verzhbitsky, Zhanna Friske, Dima Martynov, Valeri Zolotukhin, Aleksei Chadov, Nurzhuman Ikhtymbayev, Aleksei Maklakov, Aleksandr Samojlenko, Gosha Kutsenko, Irina Yakovleva e Yegor Dronov
Roteiro: Timur Bekmambetov, Sergei Lukyanenko, Alexander Talal e Vladimir Vasiliev
Direção: Timur Bekmambetov
Duração: 132 minutos


Nota: 3 (bom)

Depois de conferir “Guardiões da Noite”, foi a vez de ver a continuação “Guardiões do Dia”. O filme segue a mesma linha do anterior, continuando a aventura no mundo de fantasia e ficção criado por Sergei Lukyanenko.

Mais uma vez com pouco dinheiro o diretor Timur Bekmambetov conseguiu realizar um bom filme, com muitos efeitos especiais, mesmo com o orçamento modesto (pelo menos para os padrões americanos). O filme foi muito bem na bilheteria lá na Rússia, o que chamou a atenção dos produtores americanos que correram atrás do diretor. Ele estreou agora em 2008 nos EUA com o filme “O Procurado”, com bastante sucesso também.

A luta entre a luz e a escuridão continua. Encontramos novamente Anton, protagonista do primeiro filme. Ele está novamente no meio da briga entre os dois lados. A escuridão ganhou a força do filho de Anton, Yegor, enquanto a luz tem nas mãos de Svetlana, aprendiz e novo amor de Anton. A confusão está formada.

O clima de suspense, terror, aventura e fantasia continua. Agora nem tudo é perfeito. A trama soa um pouco confusa em alguns momentos devido ao grande número de detalhes. Outro problema é a duração, um pouco extensa demais. Isso não chega a comprometer o resultado final, mas acaba incomodando um pouco.

Esse é a segunda parte de uma suposta trilogia de filmes, mas a terceira parte ainda não começou a ser produzida. Será que depois do sucesso de “O Procurado” o diretor russo Timur irá voltar a seu país natal para realizar? Ainda mais agora que a continuação do seu filme americano já recebeu o sinal verde. O jeito agora é aguardar.
Postar um comentário