propaganda

domingo, 18 de janeiro de 2009

As Strippers Zumbi

Título Original: Zombie Strippers (EUA, 2008)
Com: Robert Englund, Jenna Jameson, Jeannette Sousa, Shamron Moore, Brad Milne, Shannon Malone, Catero Colbert, Zak Kilberg e Jennifer Holland
Direção e Roteiro: Jay Lee
Duração: 94 minutos


Nota: 3 (bom)

Filmes de zumbis já pode ser considerado um sub-gênero de filmes de terror inventado pelo gênio George Romero. Após assistir “As Strippers Zumbi” a primeira coisa que eu pensei foi: como ninguém pensou em algo parecido antes? Acho que pelo título já da para se ter uma idéia do que o filme se trata.

Bom, antes que alguém acha que se trata de um filme pornô, aviso que é apenas uma comédia trash misturada com filme de terror. Apesar de não ser erótico, o que não falta são mulheres bonitas e com os seios de fora, principalmente da protagonista Jenna Jameson, que é uma atriz pornô.

A história do filme é bem sem noção. Numa espécie de futuro alternativo, o presidente Bush foi eleito para 4ª vez consecutiva e o governo está testando um vírus capaz de fazer com que seus soldados continuem lutando na guerra mesmo após morrer, isto é, eles virariam zumbi. Um acidente acontece no laboratório onde o vírus estava sendo testado e uma pessoa consegue fugir. Por acaso por perto do local tinha uma casa de show de stripers, onde acaba infectando uma das dançarinas. Ao virar zumbi ela acaba chamando a atenção do público, que curte bastante a nova atração. Logo o dono do local, interpretado por Robert Englund (mais conhecido pelo papel de Freddy Krueger), resolve ganhar dinheiro em cima da situação.

Nossa, acho que acabei contando até demais da história, mas não tinha como falar menos para dar noção sobre que se trata o filme. O resultado é um filme tosco, bem absurdo e também bem divertido. Garantia de boas risadas e também de cenas bem nojentas além é claro de várias mulheres. Ou seja, o grande alvo é o público masculino.


Lá nos EUA o filme foi exibido em poucos cinemas, mas com esse título e essa premissa foi suficiente para ele chamar a atenção. Por aqui foi lançado no final de 2008 direto nas locadoras.
Postar um comentário