propaganda

domingo, 14 de junho de 2009

Minhas Adoráveis Ex-namoradas

Título Original: Ghosts of Girlfriends Past (EUA, 2009)
Com: Jennifer Garner, Matthew McConaughey, Michael Douglas, Emma Stone, Breckin Meyer e Lacey Chabert
Roteiro: Jon Lucas
Diretor: Mark Waters
Duração: 100 minutos


Nota: 2 (regular)

A história “Um conto de natal” (A Christmas Carol) do britânico Charles Dickens é bem famosa, que mostra um homem que não acredita no espírito do natal e recebe a visita de 3 fantasmas do natal passado, presente e futuro que irão fazer com que ele volte a acreditar no natal. Essa história já foi tema de alguns filmes, como “Os fantasmas conta-atacam” (Scrooged) de 1988 estrelado por Bill Murray. Agora é a vez de transformar a história num filme de comédia romântica.

Minhas Adoráveis Ex-namoradas”, mais uma péssima tradução de título de filme (o original se chama “Ghosts of Girlfriends Past”, fantasmas de namoradas passadas), é baseada nessa história.

Connor Mead (Matthew McConaughey) é um homem bem sucedido e mulherengo que não acredita em amor, casamento e coisas do tipo. Ele vai ao casamento do irmão mais novo, onde começa a causa problemas. É então que ele recebe a visita do seu tio (vivido por Michael Douglas), de quem ele aprendeu tudo sobre seu estilo mulherengo, avisando que ele está estragando sua vida fazendo isso e que ele será visitado na mesma noite por fantasmas de ex-namoradas abandonadas.

A premissa da história é bem interessante. O filme começa bem, tem bons momentos, boas piadas, mas acaba se perdendo no desenvolver e conclusão da trama ao acabar caindo nos clichês tradicionais das comédias românticas.

O ator Matthew McConaughey virou um especialista em filmes do gênero e parece estar sempre interpretando o mesmo personagem. Mesmo assim ele tem uma boa performance. A mocinha do filme que irá fazer com que o personagem principal acabe se transformando é vivida por Jennifer Garner.

O diretor Mark Waters, de “Sexta-feira muito louca” e “Meninas malvadas”, já tinha mostrado talento nos filmes citados ao fazer filmes que conseguiam bons e divertidos sem cair tanto nas armadilhas do gênero, ambos os filmes eram comédias adolescentes. Aqui ele não consegue fazer o mesmo, e apesar de ter uma boa premissa não consegue um bom resultado. O filme não é ruim, mas tinha potencial para ser mais interessante. Apesar disso quem gosta de filmes leves e românticos que seguem a cartilha das comédias românticas com certeza irá gostar.
Postar um comentário