propaganda

segunda-feira, 16 de agosto de 2010

A Origem

Título Original: Inception (EUA / Reino Unido , 2010)
Direção e Roteiro: Christopher Nolan
Com: Leonardo DiCaprio, Ellen Page, Joseph Gordon-Levitt, Marion Cotillard, Ken Watanabe, Tom Hardy, Cillian Murphy, Tom Berenger, Dileep Rao, Michael Caine, Lukas Haas e Pete Postlethwaite
Duração: 148 minutos


Nota: 5 (excelente)

A Origem” prova mais uma vez o talento de Christopher Nolan e mostra que um filme “blockbuster” pode ter mais do que cenas de ação ou efeitos especiais. Nolan desafia o público num filme inteligente, inovador, audacioso e muito bem elaborado.

A história pode parecer complicada, mas é muito bem explicada. Basicamente temos Dom Cobb (Leonardo DiCaprio) que ganha a vida roubando segredos das pessoas invadindo os seus sonhos enquanto elas estão dormindo. Ele recebe então a missão de implantar uma idéia na mente de uma pessoa, algo bastante arriscado, mas que pode lhe dar a chance de voltar a ver os seus filhos.

A trama funciona um pouco como um filme de roubo estilo “11 homens e 1 segredo” onde o grupo irá planejar o golpe, mas na hora da execução tem que estar pronto para vários tipos de improviso. Basicamente é isso, mas o roteiro de Nolan vai muito além. Ele nos apresenta o mundo dos sonhos e como as coisas funcionam por lá. Pode parecer um pouco complicado, mas eu diria que ele é apenas muito bem elaborado.

Além de um ótimo roteiro, a qualidade técnica do filme é impressionante, sempre algo marcante nos filmes de Nolan. Ele mostrou nos filmes do Batman como poderia levar os filmes de ação para um novo patamar e aqui ele mostra mais uma vez toda a sua competência. Tudo isso com um visual também impressionante.

E não é só ação, a tensão também é alta num excelente thriller. A trilha sonora de Hans Zimmer ajuda bastante a manter esse clima, funcionando aqui muito bem e melhor do que nos filmes do Batman.

Para completar o excelente elenco encabeçado por Leonardo DiCaprio, em mais uma ótima interpretação esse ano que também teve “Ilha do medo”, da a história ainda mais força com ótimas interpretações.

O resultado é um excelente filme que consegue muito bem equilibrar o fator diversão que um “blockbuster” deve ter com uma ótima história muito inteligente capaz também de desafiar o público. E pelo resultado que vem obtendo na bilheteria a coisa deu certo no final das contas.

Parabéns para Nolan! Confesso que sou fã do cara e ele me provou mais uma vez o seu talento. Sem dúvidas um dos melhores diretores da atualidade. E obviamente esse filme é forte candidato a lista de melhores do ano. Vamos ver se dessa vez o Oscar vai finalmente reconhecer o talento do cara.
Postar um comentário