propaganda

segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

Bravura Indômita

Título Original: True Grit (EUA , 2010)
Com: Matt Damon, Josh Brolin, Jeff Bridges, Barry Pepper, Hailee Steinfeld, Domhnall Gleeson, Dakin Matthews, Paul Era e Ed Corbin
Direção e Roteiro: Joel e Ethan Coen
Duração: 110 minutos

Nota: 4 (ótimo)

Os irmão Coen são diretores que já exploraram diversos gêneros no cinema, sempre mantendo a seu estilo de direção. Em “Bravura Indômita” eles apostam no faroeste, gênero que já foi condenado a extinção, mas que sempre acaba voltando.

Esse é o segundo filme baseado no romance de Charles Portis, o primeiro de mesmo nome é um clássico do gênero estrelado por John Wayne. Mas os Coen não fizeram um remake, mas sim uma nova visão da história sob seu ponto de vista. Talvez esse seja o filme mais tradicional feito por eles, mas algumas de suas marcas como o humor e o cinismo.

A história mostra uma menina de 14 anos chamada Mattie Ross (Hailee Steinfeld) em busca de vingar a morte do seu pai. Ela contrata um federal chamado Cogburn (Jeff Bridges) para ir em busca do assassino contanto que ela possa ir junto. Juntam-se a eles o ranger texano LaBoeuf (Matt Damon), que também busca pelo mesmo homem que cometeu um crime em seu estado.

A trama pode parecer simples, mas ganha muita força graças a força e carisma dos personagens principais, ainda mais com atuações bem marcantes. A estreante Mattie Ross está excelente e faz com que o filme funcione muito bem. Bridges volta a trabalhar com os Coen e mostra uma atuação também brilhante. O mais contido é Damon, mas seu papel é menor e tem uma menor carga dramática, mas mesmo assim também está muito bem.

O resultado é mais um grande trabalho dos irmãos Coen. Confesso que não sou fã de faroeste e não assisti o filme de 1969, mas mesmo assim gostei bastante do filme. Talvez se eu curtisse o gênero tivesse gostado mais, mas mesmo assim é um ótimo filme que vai além dos clichês e até ironiza um pouco o mito do cowboy.
Postar um comentário