propaganda

segunda-feira, 7 de fevereiro de 2011

Minhas Mães e Meu Pai

Título Original: The Kids are All Right (EUA , 2010)
Com: Julianne Moore, Annette Bening, Josh Hutcherson, Mia Wasikowska, Mark Ruffalo, Yaya DaCosta, Kunal Sharma, Eddie Hassell, Rebecca Lawrence e Joaquín Garrido
Direção: Lisa Cholodenko
Roteiro: Lisa Cholodenko e Stuart Blumberg
Duração: 104 minutos

Nota: 4 (ótimo)

Confesso que quando vi o trailer de “Minhas Mães e Meu Pai” parecia ser um filme fraco que misturava comédia com drama. Com o passar do tempo ele foi ganhando indicações a algumas premiações culminando com 4 indicações ao Oscar, incluindo melhor filme. Então resolvi correr atrás para assistir e ele realmente tem qualidade.

A história uma típica família moderna americana se não fosse o detalhe do casal serem 2 lésbicas. Nic (Annette Bening) e Jules (Julianne Moore) são casadas há 20 anos e tem 2 filhos: Joni (Mia Wasikowska) e Laser (Josh Hutcherson), gerados a partir de um mesmo doador de sêmen onde cada uma deu a luz a uma criança .

A menina acaba de completar 18 anos e está prestes a sair de casa indo para faculdade. O irmão mais novo pede então para ela procurar a clínica de inseminação para descobrir quem foi o doador. Então entra em cena Paul (Mark Ruffalo). Aparentemente estava tudo bem com a família, mas a presença do “pai” irá mexer com a estabilidade dela.

A trama não traz nenhuma novidade, mas o grande diferencial mesmo é o seu excelente elenco. As mães estão muito bem, mas Annette acaba se destacando mais com uma atuação mais firme. Além disso, o roteiro mantém bem um clima entre drama e comédia sem exageros. Tudo para que o foco fique nos personagens sem nada desnecessário para tirar a atenção da trama.

O resultado é um ótimo filme que retrata muito bem as dinâmicas familiares atuais e que graças ao elenco e ao roteiro consegue ir além do lugar comum fazendo um filme acima da média apesar de não ter nenhuma novidade.
Postar um comentário