propaganda

quarta-feira, 23 de março de 2011

Rango

Título Original: Rango (EUA , 2010)
Com as vozes originais em inglês: Johnny Depp, Alanna Ubach, Abigail Breslin, Isla Fisher, Alfred Molina, Bill Nighy, Harry Dean Stanton, Ray Winstone e Timothy Olyphant
Direção: Gore Verbinski
Roteiro: John Logan, James Ward Byrkit e Gore Verbinski
Duração: 107 minutos

Nota: 4 (ótimo)

Johnny Depp é conhecido por escolher sempre papéis bastante peculiares em sua carreira, então ninguém melhor do que ele para dublar o camaleão personagem principal da animação “Rango”. Mais uma vez o ator se junta ao diretor Gore Verbinski, responsável pelos 3 primeiros Piratas do Caribe. O filme é uma bela homenagem aos filmes de faroeste só que voltado para toda a família.

Na história Rango é um camaleão de estimação que vive num aquário, mas após um acidente de carro ele acaba perdido no meio do deserto. Ele encontra uma cidade chamada Poeira e irá entrar numa jornada em busca da sua própria identidade tentando se reinventar.

Ao contrário das animações atuais, apesar dos personagens serem animais eles não tem nada de fofinhos. A começar pelo protagonista camaleão que parece o personagem Hunther S. Thompson vivido por Depp no flme “Medo e delírio em Las Vegas”. Se fossem substituídos por atores de carne e osso a história poderia ser transformada num faroeste sem problemas.

O tom do roteiro não parece um filme infantil. Personagens excêntricos, carrancudos e pouco carismáticos inicialmente. Mas com o caminhar da trama com muito bom humor eles vão conquistando a platéia. Para compensar a história “complicada”, tem algumas cenas de ação bem movimentadas para agradar os mais novos. Mesmo assim o filme acaba funcionando para todas as idades, apesar de não parecer ter sido feito para crianças.

A parte visual impressiona, principalmente pela riqueza de detalhes tanto dos cenários quanto dos personagens. Isso sem falar na idéia de ser diferente das outras animações ao não ter personagens animais “fofinhos”.

Uma premissa diferente e inteligente, junto com um excelente visual, uma ótima história e um grande elenco de dubladores fazem com que “Rango” se destaque o universo das animações e chega até próximo das animações da Pixar. Ainda precisam caminhar um pouco mais para chegar lá e conseguir criar uma história que realmente funcione para todas as idades, ou então assumir de vez que o público alvo é o adulto.
Postar um comentário