propaganda

domingo, 8 de janeiro de 2012

Tudo Pelo Poder

Título Original: The Ides of March (EUA , 2011)
Com: Ryan Gosling, George Clooney, Evan Rachel Wood, Philip Seymour Hoffman, Paul Giamatti, Marisa Tomei, Max Minghella e Jeffrey Wright
Direção: George Clooney
Roteiro: George Clooney, Grant Heslov e Beau Willimon
Duração: 101 minutos

Nota: 5 (excelente)

George Clooney volta pela 4ª vez a dirigir um filme em “Tudo Pelo Poder” seguindo mais uma vez um teor mais sério e com conteúdo político. Ele também assina o roteiro, junto com seu colaborador freqüente Grant Heslov, baseado na peça escrita por Beau Willimon, que também colaborou no roteiro. Além disso, Clooney também está no elenco, mas no papel de coadjuvante. O protagonista é Ryan Gosling, ator que cada vez mais prova o seu talento.

A história acompanha os bastidores políticos da campanha política do governador Mike Morris (Clooney) a presidência dos EUA, que é comandada por Paul Zara (interpretado pelo sempre excelente Philip Seymour Hoffman) e tem Stephen Meyers (Gosling) como chefe de assessor de imprensa.

Stephen acredita nos ideais do candidato, que fazem uma alusão ao atual presidente Barack Obama, mas durante o desenvolver da trama ele vê seu idealismo ir por água abaixo graças aos planos, principalmente da concorrência, para conseguir vencer a disputa.

Clooney consegue construir uma trama inteligente e envolvente com críticas ao funcionamento da política nos EUA, mas que podem ser facilmente associadas a maioria dos países “democráticos”. Para ganhar uma eleição não basta apenas ter bons ideais, é necessário “sujar” um pouco as mãos. O conjunto do elenco também é excelente que além dos já citados ainda conta com nomes como Marisa Tomei, Paul Giamatti e Evan Rachel Wood.

Apesar de não trazer nada de novo ou de muito revelador em relação aos bastidores da política, o resultado é um excelente filme por desenvolver uma ótima história com atuações muito boas que consegue envolver e intrigar o espectador do começo ao fim.
Postar um comentário