propaganda

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Drive

(EUA , 2011)
Com: Ryan Gosling, Carey Muligan, Albert Brooks, Bryan Cranston, Ron Perlman, Oscar Isaac e Christina Hendricks
Direção: Nicolas Winding Refn
Roteiro: Hossein Amini baseado no livro de James Sallis
Duração: 100 minutos


Nota: 4 (ótimo)

O personagem principal do filme “Drive” interpretado por Ryan Gosling é um cara solitário e de poucas palavras. O mistério em torno dele é tanto que seu nome não é mencionado. Ele é mecânico de carros, trabalha como dublê de piloto em filmes e “complementa a renda” como motorista de fuga.


A vida dele segue tranquila até que ele cria um laço de amor e amizade com sua vizinha (Carey Muligan) e ao tentar ajudá-la acaba se metendo numa grande confusão envolvendo mafiosos.

Assim como o personagem, o filme também não tem o diálogo como ponto forte. O diretor dinamarquês Nicolas Winding Refn usa um ritmo lento, sem muitas palavras, privilegiando as expressões dos atores aproveitando bem a trilha sonora.

A trilha inclusive merece bastante destaque. O autor é Cliff Martinez, ex-baterista dos Red Hot Chili Peppers, que já trabalha com trilhas de filmes faz um bom tempo. As músicas seguem uma linha meio anos 80, mas ao mesmo tempo soando moderna. Ela realmente da um sabor especial ao filme.

O elenco também está muito bem. Gosling prova cada vez mais o seu talento como um dos melhores atores da sua geração. Destaques também para Carey Muligan, Albert Brooks e Bryan Cranston.

O filme tenta usar recursos de muitos gêneros do cinema, do drama aos filmes de ação, passando por romance. Isso é positivo, mas acaba também o prejudicando um pouco. Fica no final uma sensação, por exemplo, que poderia ter tido mais ação. Afinal de contas a premissa gira em torno do motorista e suas fugas. As cenas de carro são poucas, mas são muito bem realizadas.
O resultado é um ótimo filme, uma obra muito ambiciosa e cheia de estilo do diretor Refn que pode não agradar os mais tradicionais, mas que merece atenção pela sua ousadia e criatividade.
Postar um comentário