propaganda

quinta-feira, 13 de junho de 2013

Antes da Meia-Noite

Título Original: Before Midnight (EUA, 2013)
Com: Ethan Hawke, Julie Delpy, Seamus Davey-Fitzpatrick, Ariane Labed e Athina Rachel Tsangari
Diretor: Richard Linklater
Roteiro: Richard Linklater, Ethan Hawke e Julie Delpy
Duração: 109 minutos


Nota: 5 (excelente)

O diretor Richard Linklater se juntou mais uma vez aos atores Ethan Hawke e Julie Delpy para realizar “Antes da Meia-Noite”, dando continuidade a história iniciada em 1994 com “Antes do Amanhecer” seguida de “Antes do pôr-do-sol” de 2004, mantendo o intervalo de 9 anos entre cada filme.

Agora como uma trilogia os filmes mostram um incrível retrato de diversas fases de um romance e relacionamento sob o ponto de vista dos personagens Jesse e (Ethan Hawke) Celine (Julie Delpy).

Na história desse novo filme o intervalo também é de 9 anos. No primeiro eles se conhecem e no 2º se reencontram, mas o que teria acontecido com os personagens fica em aberto. Então se você não quer saber nada a respeito, cuidado com o próximo parágrafo. No decorrer da história e durante a conversa entre eles iremos aos poucos saber o que aconteceu entre eles nesse intervalo.

Jesse e Celine agora são um casal com 2 filhas gêmeas. Eles estão passando as férias na Grécia. Tudo começa com Jesse indo levar seu filho do seu relacionamento anterior para o aeroporto onde ele irá voltar aos EUA para ficar com a mãe. Após a despedida ele começa a se perguntar se estaria passando pouco tempo com o filho. Isso é apenas o início de uma “crise” entre o casal.

Os filmes anteriores eram bem centrados no casal de protagonistas. Aqui temos alguns outros personagens com algum destaque. Alguns casais e pessoas mais novas e velhas que eles. Uma conversa entre esse grupo mostra vários pontos de vista bem interessantes sobre o amor.

Esse talvez seja o filme menos “romântico” da franquia, mas ao mesmo tempo é o mais realista. No 1º temos aquele primeiro encontro e todo o romance. No 2º temos o reencontro, cada um querendo saber o que aconteceu com o outro. Aqui temos a realidade dos relacionamentos do mundo real. Conversas e discussões sobre os erros e acertos da vida, mas dessa vez os 2 já se conhecem bastante a ponto de saber onde “machucar” o outro.

Ao meu ver esse talvez seja o melhor filme dos 3 justamente por mostrar o mais próximo da realidade do que é realmente o amor entre 2 pessoas. Incluindo uma brincadeira e reflexão sobre o clássico “felizes para sempre”. Afinal de contas na maioria dos filmes românticos sempre acabam com essa promessa, mas a gente sabe que no mundo real a coisa não é tão simples assim. E essa é a grande sacada do filme ao mostrar agora a visão do grande amor já consumado.

O estilo de narrativa continua o mesmo ao mostrar grandes sequências de conversa entre os personagens enquanto estão caminhando pelo interior da Grécia ou em um quarto de hotel para dar uma naturalidade entre os diálogos que é a grande marca da franquia.
Assim como aconteceu no filme anterior, o diretor Linklater escreveu o roteiro junto com  Hawke e Delpy. Assim como seus personagens o trio já está bem mais experiente e mais vividos e tudo isso é refletido dentro da história.

“Antes da Meia-Noite” é mais um excelente capítulo dessa franquia, que por enquanto é uma trilogia, ao mostrar uma história de amor sendo colocada em prova do desgaste natural da vida real em um relacionamento. Será que em 9 anos teremos mais um filme? O jeito agora é esperar por notícias de Jesse e Celine.
Postar um comentário