propaganda

quarta-feira, 17 de novembro de 2004

Como Fazer um Filme de Amor

Eu encontrei a solução para o cinema nacional depois de assistir ao filme "Como Fazer um Filme de Amor". Eles deviam não se levar muito a sério. Deveriam se assumir como filmes trash, bestas e sem compromisso. Talvez assim fosse mais fácil de encará-los, enquanto filmes realmente sérios e bons não são feitos regularmente.

Esse é o caso desse filme. Pense num filme trash, besta, mas que eu dei muita risada. É totalmente sem noção!

O filme trata do que diz o título, como fazer um filme de amor. O narrador (Paulo José) vai contando e montando a história. Escolhe os personagens, diz o que deve acontecer, quando tiver ruim ele manda voltar.

O casal da história é formado por Denise Fraga e Cássio Gabus Mendes. O filme até parece ser um daqueles quadros do fantástico em que Denise estrela. Daí já da pra imaginar as situações mais absurdas e também cenas e dialógos totalmente sem noção entre os personagens e o narrador. Totalmente inacreditável e por isso mesmo, muito engraçado.

E ainda tem espaço para os vilões vividos por Marisa Orth e André Abujamra. Pois é, ele mesmo, o vocalista do karnak. O cara está sensacional como Adolf, um cara com um visual totalmente trash e com sotaque alemão. Sensacional!

Conclusão, quer ver um filme trash e sem noção e dar risada, assista e esse filme. Ou então vá ver um filme como "A dona da história" que se diz sério e acabe no final das contas também dando risada das coisas bizarras. Eu prefiro ficar com quem se assume como trash e sem noção. Pelo menos é mais sincero e verdadeiro!
Postar um comentário