propaganda

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2007

A Casa Monstro

Título Original: Monster House (2006)
Elenco: Steve Buscemi, Nick Cannon, Maggie Gyllenhaal, Jon Heder, Kevin James, Jason Lee, Sam Lerner, Spencer Locke, Mitchel Musso, Catherine OHara, Kathleen Turner, Fred Willard, Matthew Fahey, Ryan Newman e Erik Walker (vozes no original em inglês)
Diretor: Gil Kenan
Duração: 115 minutos


Fazer um filme voltado para o público infantil, mas que seja capaz de agradar a toda a família é sempre uma tarefa complicada. Uma opção é usar referências pop das quais as crianças não conhecem, mas os adultos sim. “A Casa Monstro” é uma animação, um filme de terror infantil, e que consegue agradar a todas as idades sem precisar apelar para referências para os maiores de idade. O clima lembra bastante clássicos dos anos 80 como “Os Goonies”.

Não por acaso os nomes dos produtores executivos denunciam a razão disso: Steven Spielberg e Robert Zemeckis. Steven produziu os já citados Goonies, além de muita coisa voltada mais para o público mais jovem como “E.T.”. Já Zemeckis dirigiu a trilogia “De volta para o futuro”, além de ter feito os infantis “Uma cilada para Roger Rabbit” e “O Expresso Polar”.

A técnica de animação é a mesma utilizada em 'Expresso' que usa atores de verdade para capturar os movimentos dos personagens. Agora enquanto nele o realismo foi mantido o máximo possível, em “A casa monstro” a animação segue numa linha mais caricata. A idéia original era fazer um filme com atores reais, mas os produtores acharam que ia acabar soando tolo e falso quando a casa ganhasse vida. Com certeza não teria o mesmo impacto e seria bem mais complicado de fazer com que parecesse real. A animação foi uma boa escolha.

Na história o velho Epaminondas não deixa que ninguém passe por cima do gramado de sua casa, principalmente crianças que ele faz questão de assustar e tomar seus brinquedos. DJ é um menino que mora na casa da frente. Seu amigo Bocão acaba deixando sua bola de basquete novinha cair no gramado do Epaminondas e quando DJ vai tentar buscar é abordado pelo velho que acaba tendo um ataque cardíaco. Sem o dono da casa, os meninos começam a observar um comportamento estranho da casa. Ela ganha vida e ataca os garotos, que com a ajuda da menina Jenny irão tentar achar uma maneira de parar a casa.

O diretor estreando Gil Kenan mostra que apesar de estar fazendo uma animação, ele faz realmente pensando em cinema. Explicando melhor, ele abusa de movimentos de câmera que num filme tradicional seria muito complicado em se fazer. Tudo isso para explorar da melhor maneira as qualidades da animação por computador. Com isso a história ganha em agilidade e dinâmica, garantindo um visual muito bom ao filme.

Uma história simples e bem contada que leva a um monte de ação, terror, aventura e diversão. Personagens carismáticos, principalmente os coadjuvantes. Todos esses ingedientes juntos resultam em um filme muito legal, recomendado para toda a família. Diversão garantida!

“A Casa Monstro” está concorrendo a melhor filme de animação junto com “Carros” e “Happy Feet”.
Postar um comentário