propaganda

segunda-feira, 3 de novembro de 2008

Eu, Meu Irmão e Nossa Namorada

Título Original: Dan In Real Life (2007)
Com: Steve Carell, Juliette Binoche, Dane Cook, John Mahoney e Emily Blunt
Direção: Peter Hedges
Roteiro: Pierce Gardner e Peter Hedges
Duração: 98 minutos


Nota: 4 (ótimo)

O que pensar de um filme chamado “Eu, Meu Irmão e Nossa Namorada” e estrelado por Steve Carell? Deve se tratar de alguma comédia americana. Bom, tem elementos de comédia também, misturada com romance e drama, tudo na medida certa.

Carell prova mais uma vez sua versatilidade como ator mostrada em “Pequena Miss Sunshine”, outro filme que também dosava bem comédia e drama. Aqui ele é o pai de 3 meninas que perdeu a mulher e ainda tenta se recuperar, mas não tenta nova sorte no amor. Ele escreve para uma coluna de jornal dando conselhos para as pessoas.

Dan (Carell) está indo com as filhas para uma casa de campo se reunir com toda a família. Ao chegar na cidade resolve dar uma volta e acaba conhecendo uma mulher chamada Marie (Juliette Binoche). Os 2 passam muito tempo conversando, rola uma química entre eles, mas ela vai embora deixando um número de telefone. Ele volta pra casa empolgado, conta para a família, todos acham que ele deve ligar, inclusive seu irmão (Dane Cook).

Os problemas começam quando Dan conhece a namorada do irmão e descobre que era a Marie que ele tinha acabado de conhecer. Os dois então fingem que não se conhecem, mas a química entre eles continua. Uma situação totalmente complicada.

O diretor Peter Hedges vai desenvolvendo seu filme e seus personagens, apresentando-os e criando o clima certo, misturando bem o lado cômico e dramático da situação, ainda mais se tratando de uma reunião de família. Ainda mais com esse tema que poderia cair facilmente numa simples comédia romântica.

O elenco também está muito bem, principalmente por parte de Carell. Ele mostra muita naturalidade junto com Juliette Binoche e uma química bastante interessante. O comediante Dane Cook também merece destaque no triângulo amoroso.

O resultado é um filme ótimo filme, bonito sem ser brega, engraçado, simples e honesto. Uma ótima surpresa para quem não esperava tanto assim. Peter Hedges comprova mais uma vez seu talento, após escrever o roteiro de “Um grande garoto” (pelo qual foi indicado ao Oscar) além de dirigir e escrever “Do jeito que ela é”, estrelado por Katie Holmes.

* O filme estreou lá no Brasil na última sexta dia 31 de Outubro. Engraçado é que a distribuidora Europa Filmes fez uma coisa muito genial. Vi 2 outdoors em Salvador com propaganda do filme e ele simplesmente não estreou por aqui. Gênios!
Postar um comentário