propaganda

terça-feira, 23 de dezembro de 2008

O Caçador de Andróides

Título Original: Do Androids Dream of Electric Sheep? (1968)
Autor: Philip K. Dick
Tradução: Ryta Vinagre
Editora: Rocco
Número de Páginas: 256


A primeira obra do autor Philip K. Dick a ser adaptada ao cinema foi “O Caçador de Andróides”, que ganhou o título de “Blade Runner - O Caçador de Andróides” e direção de Ridley Scott. Infelizmente o escritor morreu dias antes da estréia do filme, mas após essa adaptação sua obra foi mais valorizada e ele foi consagrado como um dos mais importantes escritores de ficção científica do século XX. Desde então muitas outras obras dele ganharam versões no cinema como “O Vingador do Futuro” e “Minority Report”, só para citar algumas.

O livro foi publicado pela primeira vez em 1968 e o título original era “Do Androids Dream of Electric Sheep?” (Andróides sonham com ovelhas elétricas?). Ele é considerado a grande obra-prima do autor. A especialidade de Dick é mostrar uma visão apocalíptica do futuro e sempre questionar sobre a realidade e o uso da tecnologia fazer com que os personagens percam o controle sobre a realidade.

A história se passa no futuro em 2021. Após sobreviver a uma guerra mundial que quase destruiu a Terra os seres humanos começam a colonizar outros planetas com a ajuda de replicantes, que são andróides bastante sofisticados. O objetivo deles é servir os humanos, mas alguns acabam se rebelando e fugindo. Cabe então aos caçadores de andróides a tarefa de ir atrás desses “rebeldes”. É aí que temos Rick Deckard chamado para ir atrás de 6 andróides da série Nexus-6, que são extremamente inteligentes e perigosos.

A visão do filme é um pouco diferente do livro. Digamos que ele é mais inspirado na obra do que uma adaptação. Mesmo assim os elementos principais e a essência da história foram muito bem transportados para o cinema na visão de Ridley Scott. Esse é sem dúvidas seu melhor filme e aquele que ele possui um carinho especial, já que recentemente fez uma nova versão especial do diretor para comemorar os 25 anos do filme.
Postar um comentário