propaganda

segunda-feira, 16 de março de 2009

Milk - A Voz da Igualdade

Título Original: Milk (EUA, 2008)
Com: Sean Penn, James Franco, Josh Brolin, Emile Hirsch, Diego Luna, Alison Pill, Victor Garber, Denis O'Hare e Lucas Graabel
Direção: Gus Van Sant
Roteiro: Dustin Lance Black
Duração: 128 minutos


Nota: 4 (ótimo)

Harvey Milk não é muito conhecido aqui no Brasil, mas ele foi uma figura importante na história recente americana. Além de ter sido o primeiro gay assumido a assumir um cargo público ele teve um papel importante na luta pelos direitos dos homossexuais. Sua história acabou de forma trágica com seu assassinato em 1978. É justamente a partir desse fato que o filme “Milk – A Voz da Igualdade” conta em forma de flashback a história dos últimos 8 anos de Harvey.

O filme retrata muito bem essa parte da vida de Harvey numa ótima edição que mistura a excelente reconstituição de época dos anos 70 com imagens reais, boa parte tirada do documentário “The Times of Harvey Milk”, vencedor do Oscar de melhor documentário em 1985 dirigido por Rob Epstein.

Além disso, o diretor Gus Van Sant (“Gênio Indomável”, “Elefante”, “Paranoid Park”), que é gay assumido, conseguiu reunir um elenco muito bom a começar por Sean Penn como protagonista.

A história começa quando Harvey e seu namorado Scott (James Franco) resolvem se mudar para San Francisco, onde abrem uma pequena loja fotográfica. O local acaba virando ponto de encontro dos gays mesmo com o excesso de perseguição e violência policial. Ele então resolve tentar lutar para acabar com isso. Começa então a reunir pessoas e se organizar para tentar se eleger como supervisor distrital, algo parecido com o nosso vereador.

O foco maior do filme é mostrar as realizações desse período de vida de Harvey, ao retratar o período e não muito em sua morte prematura e violenta. Sua luta além dos direitos dos gays era também pelos direitos iguais das minorias que sofrem preconceitos. Seu grande carisma foi importante para convencer os não gays sobre a importância da sua luta.

Tudo isso é retratado de maneira que mistura uma forma documental e ao mesmo tempo bem próxima ao personagem mostrando sua vida íntima. Isso garante ao espectador uma visão tanto pessoal de Harvey como também da importância da sua luta com a contextualização histórica.

A atuação de Penn como Milk é realmente espetacular, com certeza digno do Oscar. Mas todo o elenco também está muito bem, com destaques para James Franco, Emile Hirsch e Josh Brolin, que ganhou indicação a ator coadjuvante.

8 indicações ao Oscar – 2 prêmios
Filme: Dan Jinks e Bruce Cohen (produtores)
Ator: Sean Penn
Direção: Gus Van Sant
Trilha Sonora: Danny Elfman
Edição: Elliot Graham
Ator coadjuvante: Josh Brolin
Figurino: Danny Glicker
Roteiro Original: Dustin Lance Black
Postar um comentário