propaganda

sábado, 14 de novembro de 2009

Vigaristas

Título Original: The Brothers Bloom (EUA, 2008)
Com: Rachel Weisz, Adrien Brody, Mark Ruffalo, Rinko Kikuchi, Robbie Coltrane, Maximilian Schell, Ricky Jay, Zachary Gordon e Max Records
Direção e Roteiro: Rian Johnson
Duração: 113 minutos


Nota: 4 (ótimo)

O filme “Vigaristas” pode não ter muita originalidade ao contar a história de 2 irmãos que vivem em dar golpes em pessoas ricas, mas a maneira como é contada nas mãos do diretor e roteirista Rian Johnson é bastante interessante.

Esse é apenas seu segundo filme, o primeiro chamado “A Ponta de um Crime“ não passou nos cinemas daqui, mas parece que foi lançado em DVD e ganhou prêmio no festival de Sundance de 2005. Graças a premiação ele conseguiu reunir um excelente elenco para seu novo filme que conta com Adrien Brody e Mark Ruffalo como os irmãos protagonistas e Rachel Weisz como a nova vítima de golpe da dupla.

Temos aqui uma comédia bem inteligente, que não fica tentando o tempo todo soar engraçadinho. O clima do filme lembra bastante os filmes do diretor Wes Anderson, que mistura comédia com drama ao criar personagens bem interessantes e um pouco caricatos e estranhos.

Os irmãos aprenderam desde cedo a enganar as pessoas para conseguir dinheiro. O mais velho Stephen (Ruffalo) cria o plano e a situação enquanto o mais novo Bloom (Brody) tem que viver o papel escolhido pelo irmão. Completando a equipe de golpistas temos Bang Band (Rinko Kikuchi), que passa o tempo todo calada e é responsável pelos explosivos. Bloom cansou dessa vida, então Stephen arruma o último golpe. A vítima é a bela, solitária e milionária Penelope (Weisz).

O elenco é o grande destaque do filme. A história é bacana e bem desenvolvida, mas acaba se perdendo um pouco na parte final no excesso de reviravoltas que também se estende um pouco para chegar ao final. Alias, a conclusão acaba deixando um pouco a desejar. Mesmo assim não chega a comprometer o resultado final que é de um filme muito bom, divertido e interessante.
Postar um comentário