propaganda

sexta-feira, 2 de julho de 2010

Toy Story 3

Título Original: Toy Story 3 (EUA , 2010)
Com: Tom Hanks, Tim Allen, Joan Cusack, Don Rickles, Wallace Shawn, Estelle Harris, John Ratzenberger, Ned Beatty, Michael Keaton, Kristen Schaal, Blake Clark, John Morris, Laurie Metcalf, Jodi Benson, Timothy Dalton, Jeff Garlin, Whoopi Goldberg, Bonnie Hunt e R. Lee Ermey
Direção: Lee Unkrich
Roteiro: Michael Arndt, John Lasseter, Andrew Stanton e Lee Unkrich
Duração: 103 minutos


Nota: 5 (excelente)

Ainda não foi dessa vez que a Pixar conseguiu errar a mão. Parece que eles não conseguem fazer um filme ruim. Nem mesmo se tratando de uma nova continuação. “Toy Story 3” chega para comprovar mais uma vez o talento do estúdio em produzir excelentes histórias. A grande novidade fica por conta da utilização do 3D.

Antes da atração principal a tradição é ter um curta de animação. Com “Dia e noite” a Pixar entrega uma história bastante criativa e que serve de excelente aperitivo para o que está por vir.

Logo na primeira cena já percebemos que o tom do filme está um pouco diferente dos primeiros apostando mais na aventura, deixando a comédia um pouco de lado. Mas não se preocupe que o roteiro dosa muito bem o humor com a ação, numa história honesta e emocionante. Tratem de levar seus lenços, pois vai ser difícil segurar as lágrimas no final da sessão. Pelo menos dessa vez os óculos 3D irão disfarçar o choro.

Na história Andy, o dono dos brinquedos, está prestes a ir para a faculdade e abandonar seus brinquedos que já estavam deixados de lado guardados num baú. Sua mãe o obriga a fazer uma “limpeza” no quarto para decidir o que vai levar ou não. Os brinquedos se vêem então na situação de decidir o que fazer. Eles acabam indo parar numa creche, que parece ser o paraíso dos brinquedos, mas não é bem o que parece ser.

O uso do 3D é bem parecido com o utilizado em “Up – Altas Aventuras”, servindo mais para aperfeiçoar a visualização dos cenários com a profundidade, sem ficarem coisas pulando para fora da tela. Isso é bom, pois faz com que o filme funcione bem mesmo sem o 3D.

Como sempre o grande trunfo dos filmes da Pixar é o roteiro. Ou seja, é preciso uma boa história e eles sempre conseguem contar uma. Impressionante! Uma trama cheia de aventura, mas que também é capaz de fazer rir e emocionar. Parabéns para o estúdio que conseguiu mais uma vez fazer um excelente filme.

Agora parece que as continuações são a nova tendência do estúdio e em breve teremos “Carros 2” e “Monstros S.A. 2”. Bom, se eles conseguirem manter o mesmo nível conseguido com Toy Story podem se preparar que vem muita coisa boa por aí.

Postar um comentário