propaganda

sábado, 7 de agosto de 2010

Os Homens que Encaravam Cabras

Título Original: The Men Who Stare at Goats (EUA , 2009)
Com: George Clooney, Ewan McGregor, Jeff Bridges, Kevin Spacey, Stephen Lang, Robert Patrick, Waleed Zuaiter e Stephen Root
Direção: Grant Heslov
Roteiro: Peter Straughan baseado no livro de Jon Ronson (livro)
Duração: 94 minutos


Nota: 3 (bom)

O título do filme “Os Homens que Encaravam Cabras” já chama a atenção por ser bastante peculiar. Parece nome de alguma comédia pastelão ou então de algum filme maduro de arte. Digamos que ele fique no meio termo entre os dois. Os nomes de George Clooney, Ewan McGregor, Jeff Bridges e Kevin Spacey no elenco fazem com que a curiosidade em assistir aumente, já que atores de qualidade desses deve ser algo interessante.

O diretor Grant Heslov já trabalhou com Clooney em “Boa noite, Boa sorte” que o ator dirigiu e ele escreveu. Agora foi a vez do cara assumir a direção. A história é baseada no livro de Jon Ronson, logo no início do filme aparece a frase “você ficaria surpreso com a quantidade de coisas neste filme que são verídicas”.

Na trama um jornalista chamado Bob (McGregor) vai tentar cobrir a guerra do Iraque em busca de uma grande história e acaba conhecendo Lyn Cassady (Clooney), membro de um extinto grupo especial do exercito formado por pessoas com algum tipo de poder paranormal.

Os 2 acabam se metendo em algumas confusões no meio da guerra enquanto isso Cassady vai contando a Bob sobre o seu grupo e então iremos conhecer a origem do Exercito da Terra Nova.

As cenas em flashback contando a história do grupo sem dúvidas são os melhores momentos do filme. Iremos conhecer Bill Django (Bridges), o mentor e idealizador do grupo. Daí que vem a explicação do título da história. Algumas pessoas teriam o poder de parar o coração da outra apenas com o olhar, aí eles testavam isso com as cabras.

O elenco está muito bem com destaques para Clooney, mostrando mais uma vez uma incrível versatilidade, e também para Bridges que também está excelente.
Postar um comentário