propaganda

segunda-feira, 18 de abril de 2011

Passe Livre

Título Original: Hall Pass (EUA - 2011)
Com: Owen Wilson, Alyssa Milano, Jenna Fischer, Christina Applegate, Jason Sudeikis, Richard Jenkins, Vanessa Angel, Stephen Merchant, Tyler Hoechlin, Alexandra Daddario, Lauren Bowles, Nicky Whelan, Larry Joe Campbell, Zen Gesner, J.B. Smoove e Carly Craig
Direção: Peter Farrelly e Bobby Farrelly
Roteiro: Pete Jones, Peter Farrelly, Kevin Barnett e Bobby Farrelly

Nota: 3 (bom)

Os irmãos Farrelly já tiveram seu auge criativo quando mudaram o padrão das comédias americanas no final dos anos 90 com “Quem vai ficar com Mary?”. Desde então eles continuaram fazendo filmes legais e divertidos, continuando até hoje relevantes. Em “Passe Livre” eles não fogem disso ao entregar uma comédia romântica, só que voltada para o público masculino.

A idéia é bem interessante. Dois amigos, Rick (Owen Wilson) e Fred (Jason Sudeikis), ganham de suas respectivas esposas um passe livre. Durante uma semana eles poderão fazer o que quiser, como na época que eram jovens e solteiros. Essa parece ser uma solução drástica para tentar salvar seus casamentos. Ambos na meia-idade ainda se comportam como adolescentes e acham que nessa semana livre poderão curtir como eram jovens, sair para paquerar e coisas do tipo. Será que eles vão conseguir? Eles acabam se metendo em algumas confusões.

A história tem um tom mais familiar e politicamente correto do que o normal dos filmes dos Farrelly, mas as piadas e o humor escrachados continuam presentes em segundo plano. Os protagonistas não comprometem, mas quem acaba roubando a cena geralmente são os coadjuvantes.

Após o sucesso de “Se beber, não case” as comédias voltadas para o público adulto voltaram a ganhar destaque e essa pareceu uma boa oportunidade dos Farrelly fazerem o filme deles. O resultado é legal, divertido e rende boas risadas, mas não consegue ser nada além disso. Agora com certeza é mais legal e interessante do que boa parte das comédias românticas que aparecem por aí.

Talvez falte um pouco de coragem aos Farrelly em tentar fazer algo tão inovador e original quanto 'Mary', mas eles parecem preferir continuar em terreno seguro. Pelo menos eles ainda conseguem fazer bons filmes e garantir boas risadas.
Postar um comentário